Mal chegou no Santos, Betão estréia contra a Portuguesa

Ex-capitão corintiano terá 'batismo de fogo' na partida que abre o Campeonato Paulista de 2008

Sanches Filho , Especial para O Estado de S. Paulo

15 de janeiro de 2008 | 19h33

O Santos não vai apresentar nenhum reforço especial nesta quarta-feira, contra a Portuguesa, às 21h45 no Morumbi - com transmissão online do estadao.com.br -, mas terá um jogador que vai chamar a atenção de todos e será alvo dos holofotes. É o zagueiro Betão. Depois de 14 anos de dedicação e amor declarado ao Corinthians, ele caiu em desgraça no Parque São Jorge em razão do rebaixamento do clube para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro e agora inicia vida nova no futebol, com a camisa do ex-rival Santos. E já sabe como superar a possível rejeição por parte da torcida.   Veja também: Maldonado será negociado para clube ainda não revelado Pontapé inicial do Paulistão será dado na Rua Javari Tabela do Paulistão Colunistas do Estado falam sobre o Estadual Guia do Paulistão 2008   "Não há como negar que minha formação foi no Corinthians, mas creio que não vou sofrer pressão da torcida por causa disso. Vou manter minhas boas atuações e conquistar todos os santistas", promete o jogador.   Betão admite que viverá uma sensação diferente ao entrar em campo, nesta quarta. "O friozinho na barriga a gente sente sempre. E nesse jogo mais ainda por ser o início da temporada", minimiza o zagueiro, destacando que depois de uma semana no Santos já se ambientado no novo clube. "Fui bem acolhido e como já conhecia Fábio Costa, Kléber e Evaldo, que foi meu companheiro na base do Corinthians, me sinto à vontade."  Portuguesa André Luis; Patrício, Bruno, Marco Aurélio e Juninho Goiano; Eric, Dias, Zé Maria (Carlos Alberto) e Preto; Diogo e Christian Técnico: Vágner Benazzi  Santos Fábio Costa; Fillipi, Betão, Evaldo e Kléber; Marcinho Guerreiro, Rodrigo Souto, Vítor Júnior e Rodrigo Tabata; Renatinho e Kléber Pereira Técnico: Emerson Leão Árbitro: Rodrigo BraghettoEstádio: MorumbiHorário: 21h45Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700TV: Globo e Band Pelos dois coletivos da pré-temporada, Betão já percebeu que a principal característica do time de Leão vai ser a forte marcação. "O ponto forte do Santos vai ser a determinação tática e muita marcação, principalmente na fase de conhecimento de alguns jogadores", adianta Betão, que pede para que o torcedor não espere por 'futebol espetáculo' da equipe. "Nenhum time vai mostrar futebol bonito nas duas primeiras rodadas pela falta de entrosamento."     Mesmo não concordando com os que dizem que o Santos foi beneficiado com a interdição do Canindé e a mudança do clássico para o Morumbi, Betão acha que jogar no estádio do São Paulo é melhor.   "É um estádio neutro, diferente daqueles que são alçapões ou caldeirões, onde a pressão da torcida faz diferença. E o jogo deve ser equilibrado, até porque a Portuguesa está empolgada pela ascensão no Brasileiro e no Paulista", concluiu.  

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCBetãoPaulista A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.