Reprodução/ Twitter/ Zenit
Reprodução/ Twitter/ Zenit

Malcom marca e Zenit conquista tri na Rússia; jogador comemora vestido de Deadpool

Equipe de São Petersburgo goleia o Lokomotiv por 6 a 1 e levanta taça com duas rodadas de antecedência

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2021 | 20h01

Diante de um público de cerca de 40 mil pessoas no estádio Krestovsky, o Zenit conquistou o tricampeonato russo. Com direito a gol do ex-corintiano Malcom, a equipe de São Petersburgo aplicou uma sonora goleada de 6 a 1 sobre o vice-líder Lokomotiv Moscou. Com o resultado, o Zenit alcançou os 61 pontos, nove a mais que o rival deste domingo e pôde comemorar seu oitavo título do Campeonato Russo.

O campeão saltou à frente no placar ainda no primeiro tempo. Dzyuba marcou o primeiro aos 19. Nos minutos finais da etapa inicial, Sardar Azmoun começou sua trajetória rumo ao hat-trick. Marcou seu primeiro aos 39, e o segundo, nos acréscimos. O terceiro veio logo no primeiro minuto do segundo tempo. Dzyuba marcou mais um. Kamano descontou para o Lokomotiv, mas Malcom selou o placar em 6 a 1.

Além de ter marcado dois gols no jogo do título, o atacante Dzyuba ousou no recebimento da medalha de campeão. O jogador de 32 anos vestiu uma fantasia de Deadpool, personagem de filme homônimo da Marvel, conhecido por seu estilo politicamente incorrente e destoante dos tradicionais super-heróis. O jogador retirou a máscara do personagem para erguer o troféu.

O Zenit tem em seu elenco outros dois brasileiros. O lateral-esquerdo Douglas Santos, ex-Atlético-MG e Náutico, e o meia Wender, ex-Fluminense, são companheiros de Malcom no clube. Depois da conquista, o atacante tratou de valorizar a estrutura do clube, que facilitou a conquista do tricampeonato.

"Obrigado também aos meus companheiros de equipe e comissão técnica. Não posso esquecer jamais o departamento médico do clube, que me colocou em plenas condições para voltar e exercer meu futebol com qualidade. Agora é festejar", disse Malcom. Wendel, por sua vez, falou sobre seu processo de adaptação ao futebol russo.

"Esse título era nosso principal objetivo para a temporada. Fizemos uma segunda metade de campeonato muito boa e a goleada de hoje coroou isso. Pessoalmente, me sinto orgulhoso e feliz de ter contribuído com o Zenit. Acredito que minha adaptação foi tranquila em um novo time e um novo país e hoje me sinto muito bem dentro e fora de campo", afirmou o meia.

Com o título, o Zenit garante vaga direta na fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima temporada. Na atual, a equipe de São Petersburgo terminou em último lugar do Grupo F, com apenas um ponto, conquistado em empate com a Lazio, da Itália. O Grupo ainda contava com as presenças do alemão Borussia Dortmund e do belga Club Brugge.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.