Enilton Kirchhof/Força Aérea Brasileira
Enilton Kirchhof/Força Aérea Brasileira

Malha aérea especial para a Copa deve ser divulgada no dia 15 de janeiro

Companhias aéreas solicitaram à Anac a ampliação da malha para atender fluxo de passageiros entre as cidades-sede

Antonio Pita, Agência Estado

07 de janeiro de 2014 | 17h35

RIO - As empresas aéreas apresentaram solicitações para abertura de 1523 novos voos durante o período da Copa do Mundo Fifa 2014, entre os dias 6 de junho e 20 de julho. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou nesta terça-feira um balanço dos pedidos entregues em dezembro. A definição da nova malha aérea entre as cidades sede da Copa só será divulgada na próxima semana, no dia 15 de janeiro.

No balanço, a Anac informa as cidades que tiveram maior ampliação na oferta de assentos foram Cuiabá, com alta de 48%, Campinas e Guarulhos, que se consolidam como centros de distribuição de passageiros pelo País, com altas de 41,6% e 36,5%, respectivamente. Natal, Fortaleza, Recife, Salvador, e Rio de Janeiro também aparecem na lista de cidades com ampliação da oferta de assentos, com altas entre 13% e 27% no número de voos.

Ainda de acordo com a agência reguladora, as rotas mais requisitadas pelas companhias aéreas foram entre Brasília e Guarulhos, do Rio de Janeiro para Buenos Aires, do Rio de Janeiro em direção a Campinas, além de rotas partindo de Fortaleza e Salvador em direção a Guarulhos.

A partir da definição da nova malha aérea, prevista para o próximo dia 15 de janeiro, as empresas aéreas poderão vender os novos bilhetes. Também está em estudos a reformulação de outros voos, com novas conexões, cancelamentos e alterações de horário.

As companhias aéreas solicitaram à agência em novembro a ampliação da malha para atender ao maior fluxo de passageiros entre as cidades-sede. Além da ampliação da malha, o governo também estuda a possibilidade de abrir o mercado de aviação civil no País para empresas estrangeiras durante o evento.

Tudo o que sabemos sobre:
copa 2014copa do mundofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.