Mallorca quer levar Nenê do Santos

Logo depois de perder a decisão da Libertadores de América, o presidente Marcelo Teixeira prometeu para a torcida do Santos. ?O elenco será mantido, não haverá desmanche." Um mês depois, a equipe já não conta mais com o centroavante Ricardo Oliveira, que foi atuar no Valencia, e pode perder outros jogadores. O próximo a sair pode ser o atacante Nenê, que interessa ao Mallorca, da Espanha. Metade de seus direitos federativos pertencem ao Paulista de Jundiaí e a outra metade ao empresário Nenê Cardoso, que jogou com Leão no Palmeiras. Luiz Roberto Raymundo, vice-presidente do Paulista, disse que o clube recebeu uma oferta de US$ 1,5 milhão. Se o Santos não igualar a oferta, perderá o jogador. ?Para que o negócio aconteça, outras coisas em benefício do Santos devem acontecer", disse o técnico Emerson Leão. ?Eu ponho o jogador na vitrine e outro clube (o Paulista) quer tirar benefício? Não é assim." Nenê Cardoso embarcou nesta quinta-feira para Mallorca para tratar da negociação. O zagueiro Alex também pode sair. Durante a Copa Ouro, ele revelou à Agência Estado que seu empresário, Giuliano Bertolucci, tinha recebido uma proposta do Fenerbahce para que ele formasse dupla com o ex-corintiano Fábio Luciano. O negócio seria feito por empréstimo de um ano, na base de US$ 1,2 milhão. O lateral-esquerdo Léo também manda seus recados. Ele afirmou recentemente que soube do interesse de um clube europeu. ?Está na hora de fazer um bom negócio." O jogador tem contrato com o Santos até o fim do ano. A Portuguesa está disposta a melar a transferência de Ricardo Oliveira para o Valencia. Nesta quinta-feira, dois advogados contratados pelo clube embarcaram para a Europa: Marcos Motta foi à Suíça para dar entrada a um processo na sede da Fifa, em Zurique, e Bichara Abidão seguiu para a Espanha a fim de notificar o Valencia sobre a situação. ?Estamos viajando para preservar os direitos da Portuguesa, que tem de dar o seu aval para a conclusão da negociação. Como o jogador se transferiu para o Santos por uma decisão provisória da Justiça, a Portuguesa entende que o Santos e o Ricardo não têm legitimidade para receber ou fazer qualquer negociação referente ao atestado liberatório do atleta", disse Marcos Motta. Leão se mostrou bastante satisfeito com o resultado do jogo contra o Atlético Paranaense, que levou a equipe à vice-liderança do Campeonato Brasileiro. ?Foram os pontos mais cobiçados por nós em toda a competição. Era o jogo onde igualaríamos o número de partidas com os líderes e que poderia nos afastar das primeiras colocações." O técnico confirmou que o zagueiro André Luís retorna à equipe em lugar de Pereira no jogo deste sábado contra o Grêmio, em Porto Alegre. Já com relação ao ataque, Leão optou pelo mistério. Robinho não vem tendo boas atuações e corre o risco de perder a posição para Nenê, artilheiro do time no Brasileiro com oito gols.

Agencia Estado,

31 de julho de 2003 | 20h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.