Manchester City demitirá Eriksson no final da temporada

Nono colocado no Inglês, resultados obtidos pelo técnico sueco não agradam proprietário do clube

EFE

29 de abril de 2008 | 12h17

Nesta terça-feira, 29, o Manchester City, dos brasileiros Elano e Geovanni, anunciou a seu técnico, o sueco Sven-Goran Eriksson, que não contará com seu trabalho a partir do final desta temporada. Proprietário do clube, o ex-ministro tailandês Thaksin Shinawatra, disse nesse domingo, 27, que o ex-técnico da seleção inglesa "não é o homem adequado" para desempenhar o papel. Segundo o canal britânico "BBC", Eriksson transmitiu a notícia a seus jogadores durante o treino da última segunda-feira. Por seu contrato, o sueco ainda tem duas temporadas a cumprir com o clube.  Mas o milionário tailandês não está satisfeito com os resultados obtidos pelo elenco, nono colocado do Campeonato Inglês com 55 pontos. Shinawatra presenciou a derrota de 3 a 2 de sua equipe para o Fulham, que está ameaçado de rebaixamento. A derrota aconteceu mesmo depois de o City estar vencendo por 2 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.