Noel Kokou Tadegnon/Reuters
Noel Kokou Tadegnon/Reuters

Manchester City diz que Adebayor jogará quando estiver pronto

Roberto Mancini não quer apressar a volta do atacante togolês, depois do atentado sofrido na Copa Africana

Reuters

12 de janeiro de 2010 | 08h14

O capitão da seleção de Togo, Emmanuel Adebayor, pode levar o tempo que achar necessário para voltar a atuar pelo Manchester City. O técnico Roberto Mancini garante que não pedirá para que o jogador volte antes, por conta do ataque sofrido pela seleção togolesa em Angola.

Adebayor está em Lomé, capital de Togo, e ficará lá ao menos pelos três dias de luto oficial após o ataque de sexta-feira em Angola, no qual dois membros da delegação togolesa morreram. O atentado também levou o time a se retirar da Copa Africana de Nações.

Adebayor deve voltar para a Inglaterra após esse período, mas não deve defender a equipe contra o Everton no Goodison Park, no sábado.

"Quando ele quiser jogar, quando ele sentir-se pronto. Tudo bem. No momento, somente lamentamos muito por ele. A situação é inacreditável."

Adebayor ainda não atuou pelo City sob o comando de Mancini, que assumiu a equipe em meados de dezembro. Desde então, o time venceu todas as quatro partidas que disputou.

A vitória sobre o Blackburn na segunda-feira deixou o Manchester City na quarta colocação do Campeonato Inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.