Shaun Botterill/AFP
Shaun Botterill/AFP

Manchester City goleia Burnley e adia definição do título do Inglês

Time comandado por Josep Guardiola vence por 5 a 0 no encerramento da 30ª rodada

Redação, Estadao Conteudo

22 de junho de 2020 | 18h33

Dois jogos, duas vitórias, oito gols marcados. Esta é a sequência do Manchester City na retomada do Campeonato Inglês. O time comandado por Josep Guardiola goleou o Burnley por 5 a 0 nesta segunda-feira, em casa, no encerramento da 30ª rodada, a primeira totalmente disputada após a paralisação em razão da pandemia do novo coronavírus.

O resultado adiou a definição do título do Inglês. Se o Manchester tivesse tropeçado, o Liverpool tinha chance de sacramentar a conquista já na próxima rodada, após empatar sem gols com o Everton, no fim de semana. O City, portanto, ganhou uma rodada de fôlego para tentar seguir sonhando com o improvável troféu.

Isso porque o Liverpool segue com ampla vantagem na tabela. São 83 pontos, contra 63 do City, que tenta embalar novamente - na semana passada aplicou 3 a 0 no Arsenal. Já o Burnley ocupa apenas a 11ª posição, com 39 pontos.

Nesta segunda, os 90 minutos foram um confronto franco entre ataque e defesa. O Burnley jogava totalmente recuado, sem esconder a intenção de atuar somente nos contra-ataques. Do outro lado, o City tentava de todas as formas furar a retranca dos visitantes.

A primeira boa chance surgiu aos 16, quando Bernardo perdeu gol incrível ao encher o pé quase da pequena área e mandar longe. A rede balançou seis minutos depois. Phil Foden, um dos destaques do jogo, abriu o placar. Em jogada ensaiada após cobrança de escanteio, a bola encontrou Foden, que acertou forte chute rasteiro e venceu o goleiro Nick Pope.

Antes do intervalo, Mahrez marcou mais dois gols. Aos 42, ele investiu pela direita, entrou na área, resistiu à marcação e bateu cruzado, no canto direito do goleiro. Aos 47, o mesmo atacante acertou no canto direito do goleiro e converteu cobrança de pênalti sofrido por Agüero, que deixou o gramado mais cedo por lesão.

No segundo tempo, o placar foi ampliado logo aos cinco minutos. Após boa jogada pela direita, Bernardo Silva cruzou rasteiro e David Silva só completou para as redes.

O forte domínio do City contou ainda com mais um gol de Foden. Aos 17, em uma saída rápida para o ataque, Kevin De Bruyne disparou pelo meio e iniciou veloz troca de passes dentro da área. A bola encontrou Foden, que só bateu para as redes, sem hesitar.

O brasileiro Gabriel Jesus entrou no intervalo do jogo, mas teve atuação discreta. Assim como Fernandinho, atuando como zagueiro, diante do fraco ataque dos visitantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.