Dave Thompson/AP
Dave Thompson/AP

Manchester City marca no fim e garante vitória sobre o Borussia Dortmund

Duelo de volta acontece na próxima quarta-feira, na Alemanha, e os ingleses terão a vantagem do empate

Redação, Estadão Conteúdo

06 de abril de 2021 | 18h02

Em um jogo repleto de alternativas, o Manchester City venceu o Borussia Dortmund, nesta terça-feira, no Etihad Stadium, em duelo válido pelo jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, na Alemanha, e os ingleses terão a vantagem do empate para atingirem a semifinal.

O primeiro tempo foi marcado por erros: dos jogadores e da arbitragem. Mesmo jogando em Manchester, o Dortmund procurou o ataque como se estivesse na Alemanha. Chegou a ser mais perigoso nos primeiros minutos, mas uma falha na saída de bola de Emre Can, aos 19 minutos, foi fatal para os visistantes.

Gundogan tomou a bola, tocou para De Bruyne, que lançou Foden na esquerda. O cruzamento encontrou Mahrez dentro da área. O canhoto só esperou a chegada de De Bruyne, que bateu seco para abrir o placar. A desvantagem no placar esfriou um pouco o ânimo do Dortmund, que não contava com boa atuação do grandalhão norueguês Haaland. O jogo ficou na mão do City, que só perdeu o controle em alguns lances por falhas individuais, mas compensadas por boas defesas do goleiro brasileiro Ederson.

O primeiro tempo poderia ter ficado marcado por um grave erro do árbitro romeno Ovidiu Hategan, que havia marcado penalidade de Enre Can, mas o VAR foi eficiente e ajudou a corrigir a falha de interpretação da arbitragem. Um lance polêmico, que não pôde ser esclarecido pelo VAR, foi o gol de Bellingham, anulado porque o árbitro considerou falta em cima de Ederson.

No segundo tempo, o Dortmund quase empatou no segundo minuto, quando Haaland, em jogada individual, trombou com a zaga do City, ganhou o lance e só para em mais uma boa defesa de Ederson. O devolveram com Foden, que chutou em cima de Hitz.

Daí em diante, o jogo ficou aberto com as duas equipes criando oportunidades para marcar. O City, com De Bruyne e Foden foi mais perigoso, mas desperdiçou boas chances e foi castigado. Aos 39 minutos, o sumido Haaland deu belo passe para Reus, que empatou: 1 a 1. No desespero, o City foi para o ataque e o Dortmund se fechou na defesa. Mas o talento do time inglês fez a diferença. De Bruyne descobriu Gundogan dentro da área alemã e assistência foi perfeita para Foden garantir a merecida vitória do City, aos 44 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.