Manchester City renova com David Silva por cinco anos

O Manchester City anunciou nesta segunda-feira que chegou a um acordo para a renovação de contrato do meia David Silva, de 26 anos. Um dos principais nomes dos atuais campeões ingleses, o jogador da seleção espanhola assinou vínculo por mais cinco anos, até o fim da temporada 2016/2017.

AE, Agência Estado

17 de setembro de 2012 | 12h57

Revelado pelo Valencia, David Silva está no City desde o meio de 2010 e comemorou o novo acordo. "Estou muito feliz porque estou aqui há dois anos e me sinto muito bem no clube, na cidade e com todas as pessoas. Então agora estou empolgado por ter estendido meu contrato e estar aqui faz eu me sentir em casa", declarou.

O meia foi mais uma das milionárias contratações feitas pelo City, que tornou a equipe uma das principais da Europa. Pensando na briga por títulos internacionais nos próximos anos, o clube inglês também anunciou recentemente a renovação de outras duas peças importantes para o técnico Roberto Mancini: o goleiro Joe Hart e o zagueiro Kompany.

"Ganhamos o título do Campeonato Inglês e outros dois troféus, o time está crescendo e nós queremos a Liga dos Campeões, então esta é outra razão que me fez querer ficar aqui e tentar ser campeão. Como eu disse, me sinto muito confortável aqui e também quero conquistar títulos como estes", disse David Silva.

CITY PENSA NO REAL - O anúncio da renovação com David Silva aconteceu um dia antes da estreia do City na Liga dos Campeões, diante do Real Madrid, na Espanha. Em Manchester ninguém esconde que a competição é o principal objetivo e um caminho para que o clube se torne um dos maiores do mundo, justamente como o rival desta terça-feira.

"Está claro que não temos a história do Real Madrid, mas o Manchester City tem conquistado alguns troféus e nós queremos vencer mais nos próximos dez anos", disse o técnico Roberto Mancini. "Nos próximos dez anos o Manchester City será um dos maiores times, como o Real Madrid, mas eles têm uma grande história e esta é a diferença".

O treinador ainda apontou que só com a conquista de títulos importantes como a Liga dos Campeões o Manchester City pode um dia ser um dos maiores clubes do mundo. "Não podemos ganhar como o Real Madrid porque vamos precisar de cem anos para igualar alguns de seus feitos, mas queremos tentar ganhar algo para continuar a vencer quando possível", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.