Manchester: lucro de US$ 30 milhões

O Manchester United voltou a mostrar porque é a maior força financeira do futebol mundial. O clube inglês anunciou nesta segunda-feira que teve um lucro de 30% no ano fiscal encerrado em 31 de julho. Foram 21,8 milhões de libras (cerca de US$ 30 milhões, US$ 7 milhões a mais que no período anterior). O faturamento do atual campeão inglês também cresceu 12%, totalizando 129,6 milhões de libras (aproximadamente US$ 180 milhões). Esse aumento nas receitas aconteceu principalmente por causa dos novos contratos publicitários do time. Só em direitos de transmissão, o Manchester arrecadou US$ 43 milhões. O aumento da capacidade de público do estádio Old Trafford em quase 10 mil lugares (67 assentos) também contribuiu para o sucesso financeiro. O presidente do clube, Roland Smith, disse que não economizar na contratação de jogadores também ajudou, pois apesar dos grandes custos, são investimentos com retorno garantido. ?E nos propusemos a manter essa estratégia?. Para esta temporada, o Manchester triplicou os gastos na compra de reforços em relação ao ano passado: US$ 65 milhões. As principais contratações foram o atacante holandês Ruud van Nistelrooy, do meia argentino Verón e do goleiro Roy Carroll.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.