Phil Noble/Reuters
Phil Noble/Reuters

Manchester United adia retorno de Rooney aos treinos

Ele não terá condições de jogar no início do mês de novembro, como estava previsto inicialmente

AE, Agência Estado

29 de outubro de 2010 | 11h38

A lesão do atacante Wayne Rooney é mais grave do que era esperado. Nesta sexta-feira, o técnico do Manchester United, Alex Ferguson, confirmou que o jogador não terá condições de voltar a jogar no começo de novembro, como estava previsto inicialmente. Agora, ele precisará de pelo menos mais três semanas de recuperação.

Rooney sofreu uma contusão no tornozelo direito no dia 19 de outubro, após se chocar com o volante Paul Scholes durante um treino do Manchester United. Por conta da lesão, o atacante ganhou uma folga do clube inglês e foi para Dubai, o que pode atrasar ainda mais sua recuperação.

"Wayne está fora neste momento, então não há recuperação", afirmou Ferguson, durante entrevista coletiva nesta sexta-feira. "Ele fez um trabalho para remediar a lesão antes de viajar, mas agora estamos felizes que ele esteja descansando", completou o treinador.

Na última semana, o atacante renovou o seu contrato com o clube por cinco anos, acabando com as especulações sobre o seu futuro. Titular da seleção inglesa, Rooney é o principal jogador do Manchester United na atualidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.