Oli Scarff/AFP
Oli Scarff/AFP

Manchester United anuncia renovação do contrato de Martial até 2024

Atacante de 23 anos chegou ao time inglês em 2015, vindo do Lyon, e ganhou espaço com Solskjaer

Redação, Estadão Conteúdo

31 Janeiro 2019 | 13h25

No Manchester United desde 2015, Anthony Martial não deve deixar o clube tão cedo. Nesta quinta-feira, no último dia da janela de transferências em algumas das principais ligas da Europa, o time, ao invés de anunciar uma contratação, oficializou a renovação do contrato do atacante francês até junho de 2024.

O novo acordo entre o jogador e o Manchester United possui uma cláusula que permite a sua renovação por mais uma temporada, o que levaria Martial a permanecer no clube por dez anos. O atacante francês, de 23 anos, tem 162 jogos disputados pelo time, com 46 gols marcados, tendo estreado em setembro de 2015.

"Estou amando meu tempo neste clube. Desde o dia em que me juntei, me senti como parte da família United", afirmou Martial ao site oficial do time inglês, também agradecendo o apoio que tem recebido de Ole Gunnar Solskjaer, técnico que assumiu o comando da equipe em dezembro, após a demissão de José Mourinho, que chegou a realizar críticas públicas ao jogador francês.

"Gostaria de agradecer a Ole e sua comissão técnica por acreditarem em mim e por me ajudarem a elevar o nível do meu jogo. Este clube tem tudo a ver com troféus e estou certo de que a próxima taça não está tão longe", acrescentou.

Já Solskjaer apontou que Martial tem tudo para evoluir no Manchester United nas próximas temporadas, se tornando um jogador ainda mais importante para o clube inglês nos próximos cinco anos.

"Anthony é um daqueles jogadores naturalmente talentosos com os quais qualquer treinador adoraria trabalhar. Para um jovem, ele tem uma inteligência futebolística que, quando combinada com seu excepcional talento, contribui para um jogador com um futuro emocionante pela frente. Este é o clube perfeito para Anthony progredir no seu desenvolvimento como um ponta e estamos todos encantados por ele ter assinado um contrato de longo prazo", afirmou o treinador.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.