Manchester United aposta na experiência para vencer anfitriões

Com suas principais estrelas, time inglês busca vitória diante do Gamba Osaka para confirmar vaga na final

Agência Estado,

17 de dezembro de 2008 | 17h37

O técnico Alex Ferguson aposta na experiência de seus jogadores para vencer o Gamba Osaka nesta quinta-feira, às 8h30 (de Brasília), em Yokohama, e se classificar para a final do Mundial de Clubes - acompanhe pelo estadao.com.br. O comandante do Manchester United confirmou as escalações de Ryan Giggs, Paul Scholes e Gary Neville na partida - os três são os únicos remanescentes no elenco da conquista do Mundial Interclubes de 1999, quando o time venceu o Palmeiras por 1 a 0. Giggs foi inclusive o autor do cruzamento para o gol de Roy Keane. Veja também: Mundial de Clubes 2008 - Tabela Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão  "Giggs, Neville e Scholes jogarão. Têm jogado muitas partidas importantes e a experiência será vital", afirmou Ferguson, que comanda o Manchester desde 1986 e elogiou a dedicação do trio. "Ryan está conosco há 21 anos, Paul e Gary há 19. Somos pessoas de sorte por contar com eles." Apesar de sempre reclamar do calendário apertado, Ferguson defendeu a realização do Mundial de Clubes. "É importante o fato de que podemos ganhar algo em dezembro e isso será um grande empurrão para a nossa moral na metade da temporada", analisou o técnico. Manchester UnitedVan der Sar; Neville, Ferdinand, Vidic e O\'Shea; Carrick, Park, Cristiano Ronaldo e Scholes; Giggs e Tevez (Rooney)Técnico: Alex Ferguson Gamba OsakaFujigaya; Nakazawa, Yamaguchi e Kaji; Endo, Futagawa, Sasaki, Myojin e Yasuda; Hashimoto e LucasTécnico: Akira NishinoÁrbitro: Benito Archundia (MEX)Estádio: Internacional, em Yokohama (JAP)Horário: 8h30 (de Brasília)TV: SporTV e ESPN BrasilFerguson tem um desfalque certo para o ataque: o búlgaro Berbatov está com uma virose, desde que chegou ao Japão, e dificilmente terá condições de jogo até mesmo para uma eventual final. Outro problema pode ser Rooney, que sentiu dores durante o treino desta quarta-feira. "Esperamos que esteja recuperado para a partida. Os outros estão bem", afirmou o decano treinador, à frente do Manchester United desde 1986. Nome certo é o de Cristiano Ronaldo, eleito o melhor jogador de 2008 pela revista "France Football" e favorito ao prêmio da Fifa, que será entregue em janeiro. "Ele é um jogador que sempre mostrou qualidade, mas que treina muito, todos os dias, e seu progresso é visível", afirmou Ferguson. Do lado do Gamba, o desafio dos jogadores, especialmente dos japoneses, é evitar que a idolatria pelo futebol inglês atrapalhe a equipe em campo. "Precisamos jogar de forma compacta, reduzir os espaços, senão não teremos chance alguma. Eles têm um time primeira linha, mas podemos mostrar do que somos capazes", disse o ala Michihiro Yasuda. "Eles são humanos como nós, não podemos ter medo", completou o técnico Akira Nishino. O brasileiro Lucas, ex-Corinthians e Atlético-PR, está confirmado para a partida, enquanto Roni, ex-Fluminense, deve ficar no banco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.