Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Manchester United avança na Liga Europa e Arsenal é eliminado na prorrogação

Em dia inspirado do português Bruno Fernandes e do brasileiro Fred, equipe de Manchester passa sem sustos pelo Brugge, da Bélgica

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2020 | 19h59

Manchester United e Arsenal viveram situações distintas na Liga Europa nesta quinta-feira. O time do técnico Ole Solskjaer passou fácil pelo Club Brugge, da Bélgica, com uma goleada por 5 a 0, no Old Trafford, e se classificou. Já o de Mikel Arteta perdeu para o Olympiacos, da Grécia, por 2 a 1, no Emirates Stadium, com um gol aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação, e foi eliminado.

Bruno Fernandes foi o destaque da vitória do Manchester United, que também teve dois gols do brasileiro Fred. O placar foi aberto aos 27 minutos da etapa inicial. Daniel James chutou da entrada da área e o zagueiro Simon Deli esticou o braço esquerdo para impedir o gol. Pênalti. O árbitro holandês Serdar Gozubuyuk aplicou o cartão vermelho e confirmou sua decisão após ser chamado para checar no VAR. O meia português bateu com perfeição.

Os ingleses não diminuíram o ritmo. Com excelente atuação de Bruno Fernandes, o Manchester United foi para o intervalo com 3 a 0 no placar. O segundo gol saiu aos 34 minutos. O português lançou Mata na área e o espanhol rolou para Odion Ighalo marcar. No terceiro, o meia tocou para Fred, que encontrou Scott McTominay livre para finalizar sem chance para o goleiro Mignolet.

No segundo tempo, o time inglês perdeu um pouco do apetite. Mesmo assim, o Manchester United ainda marcou mais duas vezes, ambas com Fred. Aos 36 minutos, o brasileiro aproveitou passe de Lingard para empurrar para o gol. Aos 47, o volante completou um cruzamento de Chong.

O Arsenal entrou em campo com uma vantagem de 1 a 0, obtida na ida, em Atenas. Após um primeiro tempo equilibrado, em Londres, o Olympiacos marcou aos 8 minutos da etapa final, com Pape Abou Cissé, segurou até o fim do tempo normal e levou o jogo para ser decidido na prorrogação.

A equipe inglesa ficou muito perto de se classificar quando Aubameyang deixou tudo igual, aos 8 minutos do segundo tempo da prorrogação. O atacante acertou um lindo voleio após jogada com participação do brasileiro Martinelli. O Olympiacos não desistiu e se garantiu nas oitavas de final com um gol de El Arabi, aos 14 minutos. Aubameyang ainda teve uma última chance nos acréscimos, mas finalizou para fora.

A Inter de Milão levou um susto contra o Ludogorets, na Itália, mas venceu por 2 a 1, de virada, e se classificou. O brasileiro Cauly abriu o placar para os búlgaros. Biraghi empatou e Lukaku definiu para os italianos, que já haviam ganho por 2 a 1 na ida.

Semifinalista da Liga dos Campeões da temporada passada, o Ajax se despediu da Liga Europa. Em Amsterdã, os holandeses superaram o Getafe por 2 a 1, mas os espanhóis avançaram porque venceram na ida por 2 a 0. A Espanha também será representada pelo Sevilla nas oitavas de final após empate sem gols com o Club Cluj, da Romênia.

  • O Benfica foi eliminado em casa após empatar com o Shakhtar Donetsk por 3 a 3. Na ida, o time português havia perdido por 2 a 1. Após empate por 1 a 1 na Dinamarca, o Copenhagen superou o Celtic por 3 a 1, na Escócia, e se classificou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.