Manchester United bane notebooks e tablets de seu estádio

Segundo o clube, medidas são tomadas prezando pela segurança dos torcedores, porém, também há motivação comercial envolvida

Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2014 | 13h38

A diretoria do Manchester United anunciou nesta terça-feira que os torcedores não poderão mais entrar no Old Trafford portando notebooks e tablets. De acordo com o clube, a decisão segue as mais recentes medidas de segurança e inteligência corporativa.

A proibição foi divulgada aos fãs por e-mail antes do amistoso desta terça, contra o Valencia, na casa do Manchester. Na mensagem, o clube explica que a lista de itens proibidos agora inclui "dispositivos eletrônicos grandes, como laptops e tablets". Segundo a diretoria, a medida vai "garantir e manter a segurança de todos os torcedores".

A decisão também tem uma motivação comercial. Torcedores vêm aproveitando as facilidades dos tablets para filmar jogos e disponibilizá-los em sites abertos, sem o devido pagamento de direitos de imagem. Esta divulgação fere os direitos adquiridos pelos canais de televisão que ajudam a manter o milionário futebol inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.