Manchester United bate LDU e fatura Mundial de Clubes

O Manchester United confirmou o favoritismo e conquistou o título do Mundial de Clubes da Fifa, neste domingo, ao derrotar a LDU, do Equador, por 1 a 0, em partida disputada em Yokohama, no Japão. A equipe inglesa, que definiu a vitória com gol de Rooney, esteve com um jogador a menos em campo durante quase todo o segundo tempo.O Manchester dominou o jogo desde o início da partida. A pressão foi mais intensa logo nos primeiros 15 minutos, mas não arrefeceu durante todo o confronto. Antes de completar 10 minutos, o time comandado pelo técnico Alex Ferguson ameaçou os equatorianos em três oportunidades com Rooney e Tevez. Do outro lado, a LDU chegava com menos força, mas quase surpreendeu os ingleses aos 4. Manso cobrou falta na área e Campos, de frente para o gol, bateu para fora. Foi o lance mais perigoso dos sul-americanos na primeira etapa. No restante do tempo, a LDU tinha dificuldade para chegar ao ataque. E, nas poucas vezes que ameaçou a defesa adversária, foi com jogadas pela direita sob o comando de Reasco, ex-São Paulo. O excesso de passes errados na saída de bola facilitavam a maior posse de bola dos ingleses e colocavam o gol de Cevallos em risco constante. O goleiro, que ficou marcado pela "cera" na final da Copa Libertadores contra o Fluminense, garantiu o empate sem gols na primeira etapa. Rooney, Tevez, Cristiano Ronaldo e o volante brasileiro Anderson passavam sem dificuldade pela confusa defesa equatoriana mas paravam em Cevallos.Na volta do intervalo, o Manchester não conseguiu manter o forte ritmo do primeiro tempo. Logo no início da etapa, o zagueiro Vidic, embolado no chão após fazer falta em Bieler, acertou uma cotovelada no equatoriano e recebeu o cartão vermelho. Na seqüência, Ferguson trocou Tévez pelo zagueiro Evans.Com um jogador a mais, a LDU tentou equilibrar a partida. Aos 10 minutos, Campos arriscou de fora da área e exigiu boa defesa de Van der Sar, que até então pouco aparecera no jogo. Aos 26, Reasco avançou pelo meio e rolou para William Araujo bater da entrada da área. Novamente, o goleiro do Manchester se esticou para fazer a defesa. A dificuldade em criar uma jogada ofensiva mais eficiente custou caro à LDU. Aos 28, Carrick trocou passes com Cristiano Ronaldo, que só precisou tocar de lado para Rooney colocar o Manchester em vantagem no placar. Parado na entrada da área, o atacante inglês bateu com tranqüilidade no canto esquerdo de Cevallos. A LDU ainda tentou pressionar após levar o gol, mas as limitações do ataque eram visíveis. Na melhor chance, Manso, o melhor jogador da equipe na partida, bateu forte de fora da área, mas viu Van der Sar saltar para evitar o gol, de mão trocada, aos 43 minutos. Ficha Técnica:LDU (Equador) 0 x 1 Manchester United (Inglaterra)LDU - Cevallos; Campos, Calle (Ambrosi), Norberto Araujo e Calderón; Reasco (Larrea), William Araujo, Urrutia e Bolaños (Navia); Manso e Bieler. Técnico: Edgardo Bauza.Manchester United - Van der Sar; Rafael (Neville), Rio Ferdinand, Nemanja Vidic e Patrice Evra; Anderson (Fletcher), Michael Carrick, Park, Cristiano Ronaldo; Wayne Rooney e Tevez (Evans). Técnico: Alex Ferguson.Gols - Rooney, aos 28 minutos do segundo tempo.Cartões amarelos - Bieler, Campos, Cevallos, Calle, William Araujo (LDU); Anderson (Manchester United).Cartão vermelho - Vidic (Manchester United).Árbitro - Ravshan Irmatov (UZB).Renda e público - Não disponíveis.Local - Estádio Internacional, em Yokohama (JAP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.