PAUL ELLIS / AFP
PAUL ELLIS / AFP

Manchester United corta relação com Greenwood após agressão e vai 'sumir' com camisas do atacante

Atleta inglês foi preso por bater e ameaçar de morte sua ex-namorada

Redação, Estadao Conteudo

03 de fevereiro de 2022 | 16h49

O Manchester United parece disposto a apagar todas as referências com o atacante Greenwood, preso no fim de semana sob acusação de agressão sexual e ameaça de morte por uma ex-namorada. O atacante está afastado até segunda ordem e deve ter o contrato rescindido. As lojas do clube estão trocando camisas com o nome do camisa 11 nas costas gratuitamente pela de outro jogador. Todos os produtos relacionados ao jovem inglês de 21 anos foram retirados das prateleiras e dos canais de venda online.

Greenwood deixou a prisão após pagamento de fianças nesta quarta-feira, mas vai ser julgado após Harriet Robson denunciá-lo por agressão e publicar vídeos mostrando lesões, segundo ela, ocasionadas pelo jogador. A ex-namorada aparece nas imagens toda machucada. Enquanto o processo policial não terminar, o United já informou que ele não veste mais as cores do clube.

A permanência de Lingaard, que negociava com o Newcastle na janela de transferências, já foi reflexo do caso. Para não ficar carente ofensivamente, o United barrou a saída do outro jovem do elenco, que vinha sendo pouco aproveitado por Ralf Rangnick e tinha quase tudo acertado para mudar de casa na Inglaterra.

O técnico evitou falar muito sobre Greenwood, mas admitiu que seu problema foi assunto nos vestiários. "Obviamente, foi assunto dentro da equipe já que Mason fazia parte do grupo e todos são seres humanos", limitou-se a dizer, já mudando de assunto. "Foi uma boa semana de treinos, pudemos treinar em circunstâncias normais e estamos ansioso pelo jogo de amanhã."

Os companheiros de United deixaram de seguir Greenwood, casos de Cristiano Ronaldo, Pogba, Cavani e o brasileiro Fred deram unfollow no jovem. A imprensa inglesa revela que ele não será mais convocado pela seleção. A Nike rompeu contrato com o atacante, excluído ainda do jogo Fifa 22.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.