DANIEL LEAL / AFP
DANIEL LEAL / AFP

Manchester United tem jogo adiado no Campeonato Inglês após surto de covid-19

Por recomendação da assessoria médica da Premier League, partida contra o Brentford marcada para esta terça-feira terá nova data

Redação, Estadão Conteúdo

14 de dezembro de 2021 | 09h28

O jogo entre Brentford e Manchester United, pela 17ª rodada do Campeonato Inglês, que aconteceria nesta terça-feira, em Brentford, foi adiado por causa do surto de covid-19 que afeta jogadores e funcionários do clube de Manchester. A informação foi divulgada pelo próprio United, que já havia manifestado que debatia com a Premier League, gestora da competição, sobre a realização da partida.

"Após a confirmação dos contágios entre funcionários e jogadores, o clube tomou a decisão de fechar as operações do time principal, em Carrington, por, pelo menos, 24 horas. Todas as pessoas que deram positivo foram isoladas, segundo os protocolos da Premier League", indicou um comunicado oficial divulgado pelo Manchester United.

A decisão de adiar o jogo desta terça-feira, confirmado pela Premier League em seu site oficial e nas redes sociais, aconteceu após os dirigentes da liga que gere o Campeonato Inglês consultar a assessoria médica. Por causa d ainterdição das instalações do time principal, a equipe de Cristiano Ronaldo não realizou a útima sessão de treinamentos antes do duelo que aconteceria nesta terça-feira. 

Na segunda-feira, a Premier League anunciou a detecção, no período de 6 a 12 de dezembro, de 42 casos positivos de covid-19, um recorde desde o início da pandemia do novo coronavírus. Ao todo, 3.805 jogadores e funcionários de clubes foram testados durante estes sete dias. Até então, a maior marca era de 16, alcançada entre 16 e 22 de agosto deste ano.

Com isso, a Premier League vai aumentar a quantidade de exames de detecção, podendo realizar até um por dia, caso haja necessidade. Atualmente, são feitos dois testes de antígenos por dias, com a realização de um PCR, caso o resultado seja positivo, para confirmação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.