Manchester United perde para o Newcastle e vê Tottenham encostar na tabela

Manchester United perde para o Newcastle e vê Tottenham encostar na tabela

Segundo colocado, time de Jose Mourinho fica com 56 pontos, 16 atrás do Manchester City

Estadão Conteúdo

11 de fevereiro de 2018 | 14h50

O Newcastle venceu o Manchester United por 1 a 0 neste domingo, em casa, e se afastou da zona de rebaixamento do Campeonato Inglês. Apesar da derrota, os visitantes continuam isolados na segunda colocação, com 56 pontos, cada vez mais longe do líder Manchester City. Hoje a distância é de 16 pontos.

+ Confira a classificação do Campeonato Inglês

O Manchester United também viu o Tottenham encostar na tabela de classificação. O time que recentemente contratou o brasileiro Lucas venceu o Arsenal no sábado por 1 a 0 e assumiu, provisoriamente, a terceira colocação com 52 pontos. O Liverpool joga ainda neste domingo contra o Southampton, fora, e pode ir a 54 pontos em caso de vitória.

O Newcastle chegou à vitória com um gol de Matt Ritchie aos 20 minutos do segundo tempo. Ele recebeu livre na área e bateu cruzado para garantir a vitória dos anfitriões, resultado que levou a equipe aos 28 pontos, dois à frente da zona de rebaixamento.

As equipes agora voltam a campo em datas distintas. O Manchester United tem a semana de descanso e jogará no próximo sábado, quando enfrentará o Huddersfield, fora de casa, pela Copa da Inglaterra.

Como está eliminado do torneio mata-mata, o Newcastle joga apenas no dia 24, quando visitará o Bournemouth pela 28ª rodada do Campeonato Inglês. O United volta a campo nessa competição no dia 25, no clássico contra o Chelsea, em casa.

E não foi só o Newcastle que respirou aliviado neste domingo. O Huddersfield Town fez 4 a 1 no Bournemouth e deixou o grupo da degola do Inglês. Foi a 27 pontos, na 17ª colocação, um à frente do Southampton, que ainda pode se recuperar neste domingo. O Bournemouth está em décimo lugar, com 31.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.