Manchester United permite o empate no final pelo Campeonato Inglês

Clube do técnico Alex Ferguson agora divide a liderança da competição com o rival City

AE, Agência Estado

28 de dezembro de 2010 | 20h14

BIRMINGHAM - O Manchester United tinha tudo para garantir, nesta terça-feira, a permanência na liderança do Campeonato Inglês. Até os 44 minutos do segundo tempo, o time vermelho derrotava o Birmingham, mesmo jogando fora de casa, no estádio Saint Andrews, mas permitiu o empate da equipe mandante e ficou no 1 a 1, em jogo válido pela 20.ª rodada da competição.

Com o resultado, o Manchester United continua na primeira colocação, com 38 pontos, mas tem agora a companhia de seu rival, o City, que mais cedo havia goleado o Aston Villa por 4 a 0, em Manchester. A vantagem do clube vermelho da cidade, além do fato de ter duas partidas a menos (18 a 20), está no saldo de gols (22 a 16). E os dois podem ver o Arsenal chegar à mesma pontuação caso o time de Londres derrote fora de casa, nesta quarta, o Wigan.

Em campo, o duelo no primeiro tempo foi muito igual e com raras oportunidades de gol. Na segunda etapa, coube ao atacante búlgaro Berbatov abrir o placar para o Manchester United, aos 12 minutos. Num lance de habilidade, ele fez uma jogada com Gibson e recebeu na entrada da área. O chute, rasteiro e forte, entrou no canto esquerdo do gol de Foster. Foi seu 14.º no campeonato, abrindo dois de diferença como artilheiro para o argentino Carlitos Tevez, do City.

Com a vantagem no placar, o Manchester tratou de administrar o jogo e criou algumas chances para fazer o segundo gol, como num chute de Berbatov na trave. Ao Birmingham só restava um lance de sorte e ele aconteceu aos 44 minutos. Após cruzamento na área pelo lado direito, o atacante Philips conseguiu tocar para a pequena área e Bowyer deu um carrinho para fazer o gol de empate.

O resultado foi muito comemorado por todos em Birmingham, já que o time conseguiu deixar, mesmo que de forma provisória, a zona de rebaixamento do Campeonato Inglês. Com 19 pontos, está agora na 16.ª colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.