Jon Super/Reuters
Jon Super/Reuters

Manchester United prevê reembolso de R$ 135 milhões para as redes de televisão

Mesmo que a temporada seja completada, valor deverá ser devolvido por causa da paralisação do Campeonato Inglês

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2020 | 14h29

O Manchester United prevê que terá de devolver US$ 24 milhões (cerca de R$ 135 milhões) para as redes de televisão, mesmo que a temporada seja completada, após a interrupção em março das partidas por causa da pandemia de coronavírus. A Premier League negocia reembolsos com os proprietários dos direitos audiovisuais, mas não divulgou os valores.

A possibilidade de os jogos serem disputados sem público nos estádios também implica em uma mudança no produto (jogos) para a televisão. Os reembolsos serão feitos com base na posição final da equipe na classificação e no número de jogos transmitidos ao vivo. Com nove rodadas a serem disputadas, o Manchester United é o quinto colocado no campeonato, atrás de Liverpool (líder), Manchester City, Leicester e Chelsea.

A diretoria do Manchester United anunciou, terça-feira, que vai reembolsar os torcedores que já compraram ingressos para os jogos que não puderem ter público no Old Trafford, quando e se o Campeonato Inglês voltar a ser disputado nesta temporada.

Também na terça-feira, os 20 clubes que integram o Campeonato Inglês voltaram aos treinamentos, ainda em pequenos grupos, com um conjunto de protocolos médicos para manter os jogadores seguros em meio à pandemia do novo coronavírus. Os jogos ainda não tem data definida para serem disputados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.