Manchester United vence a LDU por 1 a 0 e é campeão mundial

Com gol de Rooney no segundo tempo, time inglês garante o seu segundo título, o primeiro no atual sistema

Tercio David, estadao.com.br

21 de dezembro de 2008 | 12h16

O Manchester United conquistou o bicampeonato do Mundial de Clubes ao bater a LDU, do Equador, por 1 a 0, neste domingo, no Estádio Internacional de Yokohama, no Japão. Rooney foi o autor do gol da vitória, o que o deixou como o artilheiro da competição, com três gols. Veja também: Rooney comemora título do Mundial e elogia torcida  Para técnico Ferguson, título do Mundial servirá de estímulo  Técnico lamenta derrota mas se diz satisfeito com LDU  Rooney é eleito o melhor jogador do Mundial de Clubes  Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão O Manchester é a única equipe inglesa a ser campeã do mundo tanto no formato atual quanto no antigo, com duelos entre equipes sul-americanas e européias. O Manchester foi campeão em 1999, quando bateu o Palmeiras, também por 1 a 0, gol de Giggs, um dos poucos que também foi campeão neste domingo.O DOMÍNIONo primeiro tempo, só deu Manchester. Tanto pela esquerda, quanto pela direita. Tocando pelo meio, chutando de longe e nos cruzamentos. O time inglês atacou de todos os jeitos, mas não conseguiu chegar ao gol.O primeiro grande lance parou num verdadeiro milagre de Cevallos. Aos 19, Cristiano Ronaldo fez a jogada pela esquerda e cruzou na medida para Tevez, que cabeceou na pequena área para uma sensacional defesa do goleiro equatoriano, ao melhor estilo "Gordon Banks".  LDU0Cevallos     ; Campos     , Nolberto Araújo     , Calle      (Ambrosi) e Calderón; Urrutia, Willam Araújo, Bolaños (Navia), Reasco (Larrea) e Manso; Bieler     Técnico: Edgardo Bauza  MANCHESTER UNITED1Van der Sar; Rafael da Silva, Ferdinand, Vidic       e Evra; Anderson     , Carrick, Ji Sung Park, Cristiano Ronaldo; Rooney e Tevez (Evans)Técnico: Alex Ferguson Gols: Rooney, aos 28 minutos do segundo tempo.Árbitro: Ravshan Irmatov (Uzbequistão)Renda e público: Não disponíveisEstádio: Internacional, em Yokohama (JAP)Dois minutos depois foi a vez de Rooney, após grande passe de Anderson. Ele recebeu livre, avançou até a entrada da área e tentou por cobertura, na saída de um desesperado Cevallos. A bola saiu por cima do gol. O domínio do Manchester não se repetiu no segundo tempo, principalmente porque o zagueiro Vidic foi expulso, após dar uma tola cotovelada em Bieler.Com um a mais, a LDU se animou e até se arriscou no ataque. Aos 19, Manso bateu de longe e exigiu grande defesa Van der Sar, que teve trabalho pela primeira vez no jogo.GOL NO FINALCuriosamente, o foi o Manchester quem marcou, embora já não jogasse bem. Aos 28, após boa troca de passes na entrada da área, Cristiano Ronaldo rolou para Rooney acertar um belo chute de primeira, cruzado, sem chance para Cevallos, e sacramentar o título para o time inglês.Mas antes de comemorar, o torcedor do Manchester ainda teve um último susto. Já nos descontos, Manso acertou um outro belo chute de fora da área e exigiu nova grande defesa de Van der Sar, que desta vez salvou com a ponta dos dedos.Itsuo Inouye/APJogadores e comssão ténica do Manchester United comemoram um título em 2008: cena que se repetiu na Champions League e no Campeonato Inglês

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.