Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

Manchester United vira jogo e encara o Arsenal na Copa da Inglaterra

Time de Van Gaal leva susto, mas busca o 3 a 1 diante do modesto Preston North End, da terceira divisão, e fará o clássico nas quartas

Estadão Conteúdo

16 de fevereiro de 2015 | 19h53

Foi mais difícil do que o técnico Louis Van Gaal esperava. Diante do modesto Preston North End, da terceira divisão, o Manchester United era o grande favorito e, a princípio, não teria maior dificuldade para vencer e avançar na Copa da Inglaterra. Mas os donos da casa saíram na frente e o time de Van Gaal sofreu para buscar o empate e, depois, a virada, finalizada com o placar de 3 a 1.

O drama dos favoritos começou aos 3 minutos do segundo tempo, quando Scott Laird acertou forte chute da esquerda dentro da área. A bola desviou na zaga do Manchester e venceu o bom goleiro De Gea. A torcida em Preston exultava nas arquibancadas, enquanto os fãs do Manchester pareciam vislumbrar mais uma tragédia na trajetória recente da equipe.

O sofrimento durou 17 minutos, até que Ander Herrera fizesse boa jogada individual dentro da área e batesse para as redes, aos 20 da etapa final. Os visitantes cresceram em campo e a virada veio aos 27, em cruzamento de Valencia e conclusão de Fellaini. O belga cabeceou para o chão e o goleiro pegou. No rebote, encheu o pé dentro da pequena área e marcou o segundo do Manchester. 

Com o triunfo praticamente assegurado, o time de Van Gaal ainda anotou o terceiro em um pênalti duvidoso sobre Wayne Rooney. Ele mesmo fez a cobrança e ampliou a vantagem, sacramentando a vitória. 

O resultado garantiu um clássico nas quartas de final da Copa da Inglaterra. O próximo rival do Manchester será o Arsenal, no Old Trafford, no fim de semana dos dias 7 e 8 de março. 

Os outros confrontos das quartas de final terão: Liverpool x Blackburn Rovers, Bradford City x Reading e Aston Villa x West Bromwich Albion.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.