Ben Stansall/AFP
Ben Stansall/AFP

Manchester United vira sobre o Bournemouth e mantém reação no Inglês

Com o triunfo, equipe de José Mourinho volta a se aproximar dos primeiros colocados da tabela com 20 pontos na provisória 7ª posição

Estadão Conteúdo

03 Novembro 2018 | 11h42

O Manchester United deu sequência a sua reação no Campeonato Inglês neste sábado ao derrotar o Bournemouth por 2 a 1, de virada, fora de casa, pela abertura da 11ª rodada. Foi a segunda vitória seguida da equipe comandada pelo técnico José Mourinho, que parece aliviar a pressão sobre o seu emprego, depois de uma sequência de tropeços em diferentes competições.

Com o triunfo, o United voltou a se aproximar dos primeiros colocados da tabela. A equipe soma 20 pontos e está na provisória sétima posição, uma atrás do Bournemouth, que apresenta a mesma pontuação, mas exibe melhor saldo de gols.

Jogando em casa, o Bournemouth fez um início de jogo arrasador neste sábado. Dominou a partida e não deixou o rival de Manchester jogar nos primeiros 15 minutos. O United aceitou o domínio e ainda cometeu seguidos erros na defesa. Em um deles, o anfitrião abriu o placar.

Após cobrança de escanteio na área, a defesa do United afastou. Mas o time da casa não desistiu e, na sequência da jogada, pegou a defesa visitante de surpresa. Junior Stanislas cruzou rasteiro da direita e Callum Wilson completou com facilidade para as redes, logo aos 10 minutos.

Passado o sufoco, o time de Mourinho começou a sair para o jogo aos 20 minutos. E, mesmo sem pressionar a defesa anfitriã, chegou ao empate aos 34. Anthony Martial completou cruzamento da direita e mandou para as redes.

Insatisfeito com o rendimento do seu time, o técnico português fez mudanças no meio-campo e no ataque para o segundo tempo. Sacou o brasileiro Fred, o espanhol Juan Mata e o chileno Juan Mata e colocou em campo Marcus Rashford, Ander Herrera e Jesse Lingard. E teve sucesso.

O gol da virada veio somente aos 46 minutos do segundo tempo. Pogba cruzou da esquerda e Rashford, uma das opções para a etapa final, completou na pequena área para sacramentar a vitória dos visitantes.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.