Manchester vence e enfrenta a LDU na final do Mundial da Fifa

Time inglês derrotou o Gamba Osaka por 5 a 3 em partida emocionante; Cristiano Ronaldo e Rooney marcaram

André Avelar, do estadao.com.br,

18 de dezembro de 2008 | 10h30

O Manchester United demonstrou sua força, impôs sua condição de favorito e na manhã desta quinta-feira garantiu vaga na grande final do Mundial de Clubes da Fifa ao vencer o Gamba Osaka por 5 a 3. O time inglês dominava a partida, mas na metade do segundo tempo tomou um gol e a semifinal se transformou em uma verdadeira partida-maluca.  Veja também: Adelaide vence Al Ahly e fica em quinto no Mundial de Clubes Calendário / ResultadosDê seu palpite no Bolão Vip do Limão Com cinco gols em onze minutos, o jogo, que já estava morno, com tudo encaminhado para uma vitória tranqüila do Manchester, ganhou em emoção. Os donos da casa se empolgaram, mas prevaleceu a categoria de Cristiano Ronaldo e a estrela de Rooney, que logo que entrou, marcou dois gols. Na decisão, o Manchester enfrentará a LDU (Equador), que derrotou o Pachuca (México). A partida acontece neste domingo, 21, às 8h30, com acompanhamento do estadao.com.br. Essa será a primeira vez que o time inglês chega a final desta competição, desde o seu novo formato, organizado pela Fifa a partir de 2000. Em 1999, ainda em partida única, derrotou o Palmeiras por 1 a 0 e se sagrou campeão. Para quem achava que o confronto de hoje seria apenas um aquecimento para a final, viu um Gamba Osaka muito determinado e que, em alguns momentos, chegou a dar trabalho ao experiente goleiro Van der Sar. Já no final do jogo, assustou ao marcar três gols na defesa do Manchester, com Yamazaki, Endo e Hashimoto. Apoiado pelos mais de 80 mil torcedores que estavam no Estádio Olímpico de Tóquio, o Gamba Osaka assumiu sua condição de zebra da semifinal, mas desde o início do jogo demonstrou que a tarefa do Manchester United não seria das mais fáceis. Como já é característico do futebol japonês, os anfitriões aprontaram uma verdadeira correria para a zaga inglesa, além de arriscarem muito de fora da área. Mas o campeão da Liga dos Campeões não se intimidou. O apoio da torcida dona da casa e correria dos adversários não foram o bastante para o time de Cristiano Ronaldo e companhia. E as principais jogadas do time inglês vinham justamente dos pés do craque. Ele infernizou a zaga japonesa com seus dribles, se movimentou bastante, distribuiu passes, marcou um gol e, ainda, voltou para ajudar na marcação. Talvez por isso, seja o favorito a levar o prêmio de melhor do mundo em 2008, na festa da Fifa. E o primeiro gol do Manchester veio de uma bela jogada do português. Ele foi a linha de fundo, driblou o zagueiro, mas chutou em cima da marcação. Na cobrança de escanteio, Giggs jogou na área e o zagueiro Vidic subiu mais que a zaga para abrir o placar aos 28 minutos do primeiro tempo. Os japoneses ficaram reclamando de uma falta em cima do capitão Yamaguchi. Já nos acréscimos, com o Manchester tendo total controle do jogo, uma repetição do primeiro gol. Mas dessa vez, Cristiano Ronaldo subiu sozinho e aproveitou o escanteio cobrado por Giggs e só desviou para as redes. Aos japoneses, inclusive os que estavam na arquibancada, restaram os aplausos ao time inglês. PARTIDA-MALUCA No segundo tempo, o Gamba não se sentiu acuado pela desvantagem no placar e partiu para cima do Manchester United. Até chegou a diminuir, marcando os três gols. Depois de uma saída errada da zaga inglesa, Yamazaki diminuiu. Mas os japoneses nem tiveram tempo de comemorar e logo na saída de bola Rooney, que havia acabado de entrar, faz o seu. E o atacante inglês ainda teve tempo para fazer o quinto gol. Antes disso, Fletcher havia feito o 4 a 2. Kimimasa Mayama/EFEPoupado, Rooney entrou apenas no segundo tempo e marcou dois gols para o Manchester United Aos 39 minutos da segundo etapa, o ídolo Endo - com direito à bandeira personalizada na torcida - cobrou pênalti com perfeição, para alegria dos japoneses. Já com 40 minutos, Hashimoto recebeu na entrada da área e chutou forte para fazer o terceiro, sem chances para a defesa. Mas já era tarde. Final de jogo e um misto de preocupação e alegria por parte do Manchester United. "No primeiro tempo nos jogamos melhor. Tivemos problemas no final, mas domingo seremos ainda melhores", garantiu o craque Cristiano Ronaldo, ao final do jogo, vestido com a camisa do Gamba Osaka. "Eles têm um time fantástico, com excelentes jogadores, jogaram muito bem", resumiu o jogador.QUINTO LUGARPela outra partida desta quinta-feira, o Adelaide United (Austrália) venceu o Al Ahly (Egito) por 1 a 0, com gol do brasileiro Cristiano. Com resultado, o vice-campeão asiático assegurou o quinto lugar no Mundial de Clubes da Fifa. (atualizado às 11h47 para correção de informação)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.