Arquivo/AE
Arquivo/AE

Mancini critica notícia sobre confusão nos vestiários

Treinador do Santos não queria que os detalhes do atrito entre Fábio Costa e Paulo Henrique vazassem

SANCHES FILHO, Agencia Estado

20 de maio de 2009 | 18h57

Depois da confusão envolvendo o goleiro Fábio Costa ao fim do jogo do Santos contra o Goiás, o técnico Vágner Mancini quer descobrir quem vazou para a imprensa detalhes da crise que tomou conta dos vestiários no domingo, na Vila Belmiro. O que teria irritado o treinador foi a publicação da informação de que um grupo de jogadores tomou as dores de Paulo Henrique Lima e por pouco não houve agressões nos vestiários.

Veja também:

linkMadson quer convocação como presente de aniversário

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

tabela Brasileirão Série A - Classificação e Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Consta que Fábio Costa chegou ao vestiário prometendo "quebrar" Paulo Henrique, que ainda dava entrevista em campo. O volante Roberto Brum e o experiente Rodrigo Souto evitaram o pior, retendo o garoto em campo, enquanto Domingos, Fabão e Serginho Chulapa preveniram Fábio Costa, dizendo, em tom ameaçador, que não iriam permitir que ele encostasse sequer um dedo em Paulo Henrique.

"Primeiro que vocês [jornalistas] não deveriam saber disso. Não poderia vazar. Não poderia sair", disse o técnico nesta quarta-feira à TV Santa Cecília. O que mais incomoda o treinador é que na semana anterior ele brincava com algumas noticias equivocadas da imprensa sobre a contratações de reforços e dispensa de jogadores, com base nas informações desencontradas do diretor de futebol Adilson Durante Filho. "Vocês sabem apenas 40% do que acontece lá dentro [vestiários]".

Desta vez não houve agressões, como quando o goleiro brigou com Fabiano Eller no intervalo do jogo em que o Santos perdeu do Marília, no Campeonato Paulista, provocando a demissão de Márcio Fernandes. Porém, a reação do grupo foi mais forte. Importantes titulares condenaram a ameaça de agressão de Fábio Costa em cima de um jogador em início de carreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.