Érico Leonan / São Paulo
Érico Leonan / São Paulo

Mancini diz que semifinal entre São Paulo e Palmeiras não tem favorito

Técnico tricolor espera um duelo complicado, mas lembra que sua equipe encontrou uma maneira de jogar

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2019 | 04h37

O técnico Vagner Mancini espera uma partida complicada pela semifinal do Campeonato Paulista. O São Paulo passou com a pior campanha geral entre os quatro classificados e vai enfrentar o Palmeiras, que teve o melhor desempenho. Com isso, o primeiro jogo será no sábado, no Morumbi, e a partida de volta será no fim de semana seguinte, com mando do alviverde.

"Eu acho que favoritismo neste jogo não existe. De um lado há uma camisa pesada, grande. Do outro também há. O São Paulo vive um bom momento, mas isso não o credencia a ser favorito em um clássico. Acho que do outro lado também", explicou Mancini, mesmo antes de saber quem seria o rival, que só foi definido após a classificação do Corinthians - o alvinegro vai enfrentar o Santos.

 

Mancini fez questão de elogiar o desempenho do São Paulo contra o Ituano. Foram duas vitórias, por 2 a 1 no Morumbi e por 1 a 0 no estádio Novelli Júnior, em Itu, que mostraram que o time parece ter encontrado o caminho. O treinador disse que encontrou a melhor formação com o elenco que tem e acha que o time tem tudo para evoluir na próxima fase.

"O coletivo está fazendo a diferença. É importante que seja dito isso para que possa chegar fortalecido à semifinal. Não quer dizer que o São Paulo vai ter vida fácil, até mesmo porque essa equipe tem de maturar mais, tem de voltar a vencer clássicos, que é uma coisa que incomoda o torcedor e a gente. Tudo ao seu tempo. Mas acho que a resposta nesses dois últimos jogos foi significativa", disse. 

O treinador festejou o fato de o time ter sido o único das semifinais a conquistar os seis pontos na fase anterior. "Quero falar de uma evolução muito boa como equipe e grupo de trabalho. A gente tem uma satisfação muito grande de ver o São Paulo jogar. Dá a impressão que foi do dia para noite, mas não foi. Tivemos de mudar uma metodologia, a mentalidade da equipe. Acho que o São Paulo tem tudo para entrar em uma semifinal em igualdade de condições com as outras equipes."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.