Paulo Pinto/saopaulofc.net
Paulo Pinto/saopaulofc.net

Mancini lamenta expulsão de Carneiro e explica escalação com três zagueiros

Treinador viu São Paulo empatar em casa contra o Red Bull, pelo Paulistão

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de fevereiro de 2019 | 23h07

A expulsão de Gonzalo Carneiro logo aos 18 minutos do primeiro tempo - por uma entrada em Rafael Carioca - jogou por terra a expectativa de recuperação do São Paulo no Paulistão, neste domingo. Com um jogador a menos em campo, Mancini teve prejudicado seu esquema com três zagueiros e acabou ficando no empate sem gols com o Red Bull Brasil, no Morumbi.

"A expulsão, de certa forma, mudou o panorama do jogo, acabou fazendo com que a partida tivesse uma leitura diferente. Infelizmente, temos de falar de superação, entrega, dos atletas entendendo o sistema e se dedicando, e ainda de pouco futebol em virtude desse tempo todo. Acho que foram 75 minutos jogando com um a menos diante de uma equipe bem montada", lamentou.

Contra o Red Bull Brasil, além dos três zagueiros, o treinador optou por escalar jogadores mais jovens revelados pelas categorias de base do clube, deixando atletas experientes, como Nenê e Diego Souza, no banco de reservas.

"Acho que a cara do São Paulo é essa. A mudança de peça não vai pela idade, vai pela característica. A gente tem de ver aquilo que se encaixa, a partir do momento que utilizo a entrada de mais um zagueiro, estou fortalecendo um sistema que vinha tomando muito gol e dando a possibilidade para que essa equipe possa atacar melhor com os meias, com os alas e com os atacantes. Preciso de jogadores que tornem o sistema leve. O 3-5-2 nasceu para ser ofensivo", comentou o treinador.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.