Mancini mantém mistério para jogo contra o Palmeiras

O técnico Vágner Mancini, do Vitória, foi absolvido pela Quarta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em julgamento realizado na sexta-feira. Com isso, estará no comando do time durante o jogo deste domingo contra o Palmeiras, às 16 horas, no estádio Barradão, em Salvador, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

13 de setembro de 2009 | 08h17

Mancini havia sido expulso no jogo contra o Cruzeiro, há duas semanas, por reclamação contra a marcação de uma falta. Ele respondia, no STJD, por "manifestação desrespeitosa ou ofensiva contra a arbitragem" - artigo 188 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de 30 a 180 dias.

Apesar de a equipe baiana precisar do triunfo para continuar lutando por uma boa posição na competição, a equipe que treinou a maior parte da semana como titular manteve a formação com três volantes no meio de campo - a mesma que conseguiu, no último fim de semana, um empate contra o Grêmio, em Porto Alegre.

Os desfalques da equipe são o zagueiro Anderson Martins, que se recupera de uma torção no tornozelo, e o volante Magal, expulso na última partida. Em seus lugares devem entrar os reservas imediatos: Wallace, na zaga, e Carlos Alberto, no meio.

A necessidade de triunfo, porém, levou Mancini a testar, durante a semana, os meias Jackson, Ramon Menezes e Bida no lugar de Magal. O rendimento do ataque, de fato, melhorou, mas o da defesa piorou, na avaliação do treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroVitória

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.