Alexandre Schneider / EFE
Alexandre Schneider / EFE

Mancini não teme perder o emprego, caso o Corinthians perca para o São Paulo

Pressionado após derrota para o Peñarol na Copa Sul-Americana, time alvinegro enfrenta o tricolor no próximo domingo

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2021 | 05h00

Na história do Corinthians, muitos treinadores foram demitidos após derrotas para o São Paulo. Vagner Mancini não acredita que seu nome possa entrar para esta lista após o jogo de domingo, na Neo Química Arena, pelo Campeonato Paulista Sicredi 2021. O treinador está instável no cargo após a derrota, por 2 a 0, para o Peñarol, em Itaquera, nesta quinta-feira à noite, pela Copa Sul-Americana.

"Estou tranquilo, tenho o respaldo da diretoria, e isso é importante, gera confiança. Óbvio que todo mundo quer ganhar, mas às vezes a gente encontra um adversário bem arrumado, organizado, que veio aqui fazer um jogo com muito conteúdo", disse o treinador.

Mancini não acredita que o time possa entrar no clássico mais pressionado por causa do maus resultado diante do Peñarol. "Sinceramente, todos os dias são decisivos. A gente não pode achar uma partida para querer jogar toda uma responsabilidade. Sabemos o que vem acontecendo, ninguém está livre de pressão. A gente confia em um bom jogo domingo porque estamos vendo evolução. Hoje tivemos uma derrota muito em cima de dois erros, o Corinthians teve superioridade, mas não soube aproveitar."

O comandante corintiano preferiu não comentar o fato de o São Paulo não ter ainda vencido em Itaquera. "Não acredito em mística, acredito em organização, plano de jogo e naquilo que é desenvolvido em campo. Existe alguns tabus, recentemente ganhamos do Santos e fazia um tempo que não vencíamos lá, mas dentro de campo é um jogo normal."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.