Arquivo/AE
Arquivo/AE

Mancini pode mexer no Santos para enfrentar o Santo André

Partida desta quarta-feira na Vila Belmiro, às 19h30, é fundamental para o futuro dos dois times no Paulistão

Sanches Filho - Especial para O Estado de S.Paulo,

25 de março de 2009 | 00h37

SANTOS - O técnico Vágner Mancini ficou irritado com a apatia dos meias e dos atacantes no clássico contra o Corinthians e ameaça trocar meio time para enfrentar o Santo André nesta quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, em jogo fundamental para o destino do Santos no Campeonato Paulista. A partida terá acompanhamento online do estadao.com.br e transmissão ao vivo pela rádio Eldorado/ESPN, também no FM 107,3.

Veja também:

linkSantos espera duas vitórias para pedir dispensa de Neymar

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

No treino tático desta terça-feira à tarde, no CT Rei Pelé, ele começou com a formação do primeiro tempo do jogo de domingo, à exceção da entrada de Roberto Brum no lugar do suspenso Germano. Mas, com apenas 10 minutos, fez quatro substituições: trocou Fabiano Eller por Domingos, Rodrigo Souto por Pará, Lúcio Flávio por Paulo Henrique e Roni por Madson. E, mesmo assim, continua em dúvida.

"Posso escalar alguns jogadores que entraram no time durante o treino tático", adiantou o treinador. Um dos que mais correm o risco de ir para a reserva é Lúcio Flávio. "Ele ainda não fez bons jogos em sequência. Melhorou em relação ao inicio do ano, mas o encaixe na equipe ainda não aconteceu. Estamos aguardando, mas tudo tem um limite."

Santos
Fábio Costa; Luizinho, Fabão, Fabiano Eller e Triguinho; Roberto Brum, Rodrigo Souto e Lúcio Flávio (Paulo Henrique); Roni, Kleber Pereira e Neymar
Técnico: Vágner Mancini
Santo André
Neneca; Cicinho, Cesinha, Marcel e Élvis; Fernando, Ricardo Conceição, Antônio Flávio e Marcelinho Carioca; Júnior Dutra e Clodoaldo
Técnico: Sérgio Guedes
Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Horário: 19h30

Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700 FM 107,3

TV: SporTV

Como o time despencou na classificação - é o sexto colocado, com 27 pontos - em razão da derrota no clássico, Mancini sabe que não dá para fazer experiências ou para esperar pela reação de alguns jogadores. Derrota ou empate nesta quarta-feira pode representar o fim do Campeonato Paulista para o Santos. "O que mais me irritou no jogo contra o Corinthians foi ver os nossos atacantes e meias não enfrentarem os zagueiros adversários. Aceito que o jogador erre, mas não que tenha medo", desabafou.

Sobrou também para o motorzinho Madson, que Mancini vinha elogiando. "Nunca vi um jogador sair do time e assumir que merecia ser substituído. Eu também era assim. Madson deve mais objetivo. Pode voltar para buscar a bola, mas em seguida tem que ir em direção ao gol", cutucou.

Nem Kléber Pereira escapou. Mancini reconheceu a sua importância como artilheiro, mas disse que ele não tem posição garantida no time. Apesar do descontentamento, o treinador acha que nem tudo está perdido e que com nove pontos nos últimos quatro jogos o Santos se classifica para as semifinais do Campeonato Paulista. "A tabela nos é favorável porque vamos enfrentar equipes que estão na briga."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.