Mancini prevê jogo 'quente' e pede paciência no Atlético

Às vésperas do segundo jogo da final do Campeonato Mineiro, o experiente Mancini minimizou a vantagem do Atlético e pediu paciência aos seus companheiros de time na partida decisiva, no domingo. Na expectativa de um jogo "quente", o jogador de 30 anos quer ver a equipe atleticana atuando com inteligência diante do rival Cruzeiro.

AE, Agência Estado

13 de maio de 2011 | 16h12

"É um jogo totalmente diferente do primeiro e a tendência é que seja um jogo mais quente. Então, temos que ter cabeça no lugar, paciência e jogar com inteligência e segurança para não sermos surpreendidos", alertou o veterano, que já teve passagens pelo futebol europeu.

O goleiro Renan Ribeiro, ansioso por sua primeira final de Estadual, também pediu atenção no Atlético. "É um jogo que todo mundo quer jogar. Além de ser um clássico, é uma final de Campeonato Mineiro, jogo importante. Então, é todo mundo entrar ligado para que possamos sair vitoriosos", afirmou.

O discurso dos jogadores está em sintonia com o técnico Dorival Júnior, que havia pedido concentração aos seus atletas. "O que pedi aos jogadores é que entremos muito mais concentrados do que no primeiro jogo, muito mais preparados e, acima de tudo, sendo agressivos", declarou o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-MGMancini

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.