Rodrigo Corsi/Paulistão
Rodrigo Corsi/Paulistão

Mancini promete revezamento no time no Corinthians para encarar Peñarol e São Paulo

Técnico descarta priorizar competições e exige atuações boas tanto pela Sul-Americana como pelo Paulistão

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2021 | 05h00

O técnico do Corinthians, Vagner Mancini, afirmou neste domingo que não vai priorizar competições neste momento. Depois de bater o Santos por 2 a 0, pelo Campeonato Paulista Sicredi 2021, com uma escalação recheada de garotos, o treinador quer repetir a estratégia. Para os dois próximos compromissos, o plano é alternar elenco e não perder o foco no Estadual, apesar de o time já estar classificado.

O desejo de continuar competitivo no Campeonato Paulista se explica porque a próxima rodada é de clássico com o São Paulo, na Neo Química Arena. Dias antes, na quinta, o time joga pela Copa Sul-Americana diante do Peñarol, do Uruguai. A responsabilidade é se recuperar do empate sem gols na estreia, quando o time pouco produziu diante do lanterna do Campeonato Paraguaio, o River Plate.

"O jogo de quinta, por ser um Corinthians x Peñarol, sempre vai ser importante. o jogo de domingo é Corinthians x São Paulo, sempre vai ser importante, e assim por diante. Todas as partidas têm um peso relevante para a gente. A gente quer utilizar da melhor maneira possível as equipes que estão atuando para ter bom desempenho nas duas", disse o técnico, ao defender que não quer priorizar torneios nem fixar um time titular.

Mancini disse que a vitória no clássico é importante para diminuir a pressão, embora não resolva o problema. A equipe foi alvo de protestos da torcida no sábado pelo mau rendimento. "Tivemos uma queda de rendimento. Vi hoje a equipe jogando de uma forma ofensiva e agressiva. É uma semana extremamente difícil. A gente inicia bem, mas não quer dizer muita coisa. Amanhã já seremos cobrados por performance, por vitórias e é dessa forma", comentou.

O treinador pediu paciência e afirmou que a vitória no clássico com gols dos garotos Raul e Lucas Piton é uma prova do quanto o Corinthians tem evoluído. "Acho importante falar que neste ano temos muito mais vitórias que derrotas, é um time que está amadurecendo, temos algumas alternativas em termos de time", disse. "É importante a gente entender todos os processos", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.