Mancini valoriza presença do City na Liga Europa

Mesmo com os investimentos milionários em reforços nos últimos anos, o Manchester City não conseguiu avançar para as oitavas de final em sua primeira participação na história da Liga dos Campeões da Europa. Superado por Bayern de Munique e Napoli, o time inglês ficou em terceiro lugar no Grupo A, passando, com isso, para a disputa da Liga Europa. Apesar disso, o técnico italiano Roberto Mancini valorizou a campanha e a chance de entrar na outra competição continental.

AE, Agência Estado

08 de dezembro de 2011 | 10h16

"Na minha opinião, nós precisamos melhorar nosso elenco para ter maior sucesso na Liga dos Campeões. Foi nossa primeira vez na Liga dos Campeões, pegamos o pior grupo e foi difícil. É muito estranho você não conseguir a classificação com 10 pontos, mas faz parte", afirmou Mancini, após a disputa da última rodada do Grupo A, quando o Manchester City terminou atrás do Bayern de Munique, que somou 13 pontos, e do Napoli, que ficou com 11 - ambos passaram para as oitavas de final.

Como consolo, o time inglês vai disputar agora a Liga Europa - todos os terceiros colocados dos grupos da Liga dos Campeões ganham a vaga na outra competição continental. E Mancini já tratou de ressaltar a importância do novo desafio. "É um título importante para o Manchester City, porque precisamos ganhar o maior número possível de troféus. A Liga Europa não tem a mesma importância da Liga dos Campeões, mas, para nós, será importante", avisou o treinador italiano.

Mancini também avaliou que a dupla eliminação dos times de Manchester na Liga dos Campeões não afeta a disputa entre eles pelo título do Campeonato Inglês - o United também terminou seu grupo em terceiro lugar e vai agora para a Liga Europa. "Não muda nada, porque ambos estão na Liga Europa", afirmou o técnico, lembrando que o City lidera a competição nacional, com cinco pontos de vantagem sobre o rival da sua cidade, que ocupa atualmente a segunda colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.