Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Mancini vê Corinthians no caminho certo e quer usar derrota para o Atlético-MG como aprendizado

Treinador lamenta 'detalhes' e diz que torcedor quer ver o time do primeiro tempo da partida deste sábado

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2020 | 23h30

O Corinthians perdeu de virada em casa para o Atlético-MG por 2 a 1, neste sábado, mas o técnico Vagner Mancini preferiu destacar mais o lado positivo do que aconteceu na Neo Química Arena. O comandante corintiano lamentou a derrota, mas destacou que o jogo pode servir para seus jogadores aprenderem. Ele também acredita que a equipe está no caminho certo.

"Ao mesmo tempo que somos derrotados, precisamos mostrar para o atleta que houve evolução e ela não pode parar. O dia que você é derrotado e aprendeu, na verdade você não perdeu. E isso eles precisam entender. O Corinthians do primeiro tempo é o Corinthians que o torcedor quer ver. O do segundo (tempo) precisa de ajustes. Tenho que mostrar para os jogadores que estamos de pé e no caminho certo", disse o treinador corintiano, em entrevista coletiva após o jogo.

Mancini acredita que a derrota de virada aconteceu por pequenos erros. "Foi no detalhe, erros essenciais que acabaram trazendo a derrota. Embora fique chateado com a derrota, vejo evolução. Vejo um time melhor, que chega com mais força, que precisa de ajustes sim, mas que vem trazendo mais coisas positivas do que negativas", analisou.

O comandante corintiano acredita que ainda falta ao time ter maior regularidade durante a partida. Mancini ainda revelou que havia treinador com Jô como titular, mas o atacante ficou sabendo que estava com covid-19 na véspera da partida. O treinador também não teve Boselli (pubalgia), Gustavo Mosquito (estiramento na coxa direita) e Mateus Vital, também com covid.

"Não tenha dúvida que a dificuldade maior foi em cima do que fizemos ao longo da semana. Jô voltou na segunda e fizemos todos os treinos com ele, e de repente, ele não pode entrar em campo por causa da covid-19. Conversei com o Cafú e com o Jemerson sobre esperar pela estreia, mas diante da perda de Vital e Jô, sem Cazares, Gustavo... Ele mesmo falou que faria questão de estar junto", disse o treinador, que acabou promovendo a estreia de Cafú neste sábado, mesmo sem ele ter boas condições de jogo. O Corinthians volta a campo no domingo, para enfrentar o Grêmio, na Neo Química Arena. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.