Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Mano 'alfineta' Luxemburgo e defende Keirrison e Diego Souza

Corintiano diz que Palmeiras possui jogadores diferenciados e insinua que o problema está na produção tática

30 de maio de 2009 | 14h50

Após o empate do Palmeiras diante do Nacional (URU) por 1 a 1 no Palestra Itália, o técnico Vanderlei Luxemburgo disparou contra seus jogadores e disse que o grupo não possuía nenhum atleta capaz de fazer a diferença dentro de campo. A opinião do treinador foi rebatida neste sábado pelo corintiano Mano Menezes.

 

Veja também:

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

lista Brasileirão - Calendário

tabela Brasileirão - Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

 

"Temos vários jogadores que podem fazer a diferença", afirmou Mano após o treino deste sábado. "O Diego Souza foi meu jogador [no Grêmio], e é um atleta que pode fazer a diferença dentro de campo. O Keirrison também marcou muitos gols no início da temporada. O problema é que o ataque depende da produção do time."

 

Luxemburgo havia declarado que apenas "Nilmar e Ronaldo poderiam fazer a diferença no futebol brasileiro". Mano, no entanto, ainda destacou outros jogadores, como os cruzeirenses Kléber e Ramires.

 

Palmeiras e Corinthians entram em campo neste domingo pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O alviverde joga às 18h30 diante do Grêmio Barueri, fora de casa. Já o alvinegro vai à Vila Belmiro disputar o clássico contra o Santos, às 16h10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.