Washington Alves/Cruzeiro
Washington Alves/Cruzeiro

Mano comemora vitória, mas já se preocupa com desfalques no Cruzeiro

Clube mineiro não poderá contar com Rafinha e Arrascaeta contra o Flamengo

Estadão Conteúdo

06 Novembro 2017 | 09h34

O técnico Mano Menezes comemorou o triunfo e o fim da série de três jogos sem vitória do Cruzeiro neste domingo. O time mineiro encerrou a sequência negativa ao bater o Atlético-PR por 1 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte. Mas o dia não foi só de comemoração porque o treinador demonstrou preocupação com os desfalques da equipe para a próxima rodada do Brasileirão.

+ Tabela do Campeonato Brasileiro

"O jogo foi disputado dentro do esperado mesmo, a gente precisava voltar a vencer em casa, não sofrer gols novamente, e não o tomamos com o auxílio de todo mundo, principalmente por causa do [goleiro] Fábio. Tivemos maturidade, fizemos um segundo tempo melhor, mais bem posicionado, mudamos um pouco a forma da equipe jogar", avaliou o treinador.

O único gol da partida foi marcado por De Arrascaeta no domingo. E o uruguaio será justamente uma das baixas da equipe para o jogo contra o Flamengo, na quarta-feira, numa reedição da final da Copa do Brasil. Ele será desfalque porque vai defender a seleção uruguaia em amistosos.

Outra baixa certa é a do meia Rafinha, que levou o terceiro cartão amarelo no jogo deste domingo. Sem ele e sem Arrascaeta, Mano Menezes poderá ter o retorno de Rafael Sóbis. Outras opções para o setor são Alisson, Elber, Rafael Marques, Messidoro e Jonata.

"Vamos ver o Sóbis. Quem sabe nas próximas horas podemos tê-lo. A gente sempre tem uma notícia boa guardada por aí, vamos jogando, guardando, planejando, segurando para ter daqui a pouco. Vamos solucionar, aqui não tem choro não. Alguma carta a gente tira da manga de última hora, tenta um posicionamento, os jogadores sabem se comportar em todas as maneiras de jogar, eles se comprometem com aquilo que é pedido e escolhido", declarou.

Com o triunfo, o Cruzeiro chegou aos 51 pontos e ocupa o quinto posto da tabela do Brasileirão. Já garantido na Copa Libertadores do próximo ano, por ter vencido a Copa do Brasil, o time mineiro tem poucas ambições no Brasileiro já que o líder Corinthians está distante, com 62 pontos, faltando seis rodadas para o fim da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.