Leonardo Soares/AE - 11/2/2010
Leonardo Soares/AE - 11/2/2010

Mano confirma a estreia de Leandro Castán no Corinthians

Técnico mantém mistério sobre a dupla de ataque para o jogo contra a Portuguesa, neste sábado, no Canindé

André Avelar , estadao.com.br

12 de fevereiro de 2010 | 13h02

Ainda na preparação para a estreia na Copa Libertadores, o Corinthians mandará um time misto para a partida contra a Portuguesa, neste sábado, às 16 horas, pelo Campeonato Paulista. Apesar de confirmar o rodízio de jogadores, o técnico Mano Menezes não adiantou os titulares que mandará ao Canindé e apenas escalou o recém-contratado Leandro Castán.

Veja também:

link De olho na Copa Libertadores, Corinthians aprova 'nova casa'

video TV Estadão: "Vai ser um Corinthians forte na Libertadores", avisa Mano

"O Castán foi o escolhido para atuar nesse jogo", revelou o técnico, que preferiu poupar o zagueiro Chicão. "Preciso estabelecer parâmetros de um jogador que chega de outro clube [Barueri]. Preciso ver como ele se comporta com a camisa do Corinthians", disse.

 

Outra novidade na equipe pode ser a entrada do atacante Edno que, na vitória por 4 a 0 sobre o Sertãozinho no último sábado, marcou seu primeiro gol pela equipe. Essa poderá ser a primeira vez que o atacante enfrenta seu ex-clube. E Mano não pensa que a partida será complicada para o jogador.

 

"É sempre bom mostrar sua qualidade em campo. Creio que ele [Edno] estará pronto", disse Mano. "Tento passar a tranquilidade não só para ele como para os demais jogadores. Esse também é o papel do técnico", completou.

 

Mas Edno ainda tem a concorrência de Iarley e Souza para formar o ataque ao lado de Jorge Henrique, que também pode atuar mais recuado. Além de Ronaldo, Dentinho, Danilo e Defederico também estão machucados.

 

"Como vocês sabem, a escalação mesmo só sai 45 minutos antes da partida", brincou o técnico.

O provável Corinthians que enfrenta a Portuguesa é: Felipe; Alessandro, Leandro Castán, William e Roberto Carlos; Ralf, Elias, Tcheco e Jorge Henrique; Iarley e Edno (Souza).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.