Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Mano confirma Cruzeiro com Ezequiel e mantém dúvida no ataque para a final

Lateral ganha disputa com Lucas Romero e será titular

Estadao Conteudo

06 de setembro de 2017 | 19h24

O técnico Mano Menezes solucionou uma das dúvidas do Cruzeiro para a primeira partida da final da Copa do Brasil, diante do Flamengo. Na lateral direita, Ezequiel ganhou a disputa com Lucas Romero e será titular no confronto desta quinta-feira, às 21h45, no Maracanã.

"O Romero não joga desde o jogo contra o Grêmio, no primeiro jogo das semifinais em Porto Alegre. É por isso que não inicia o jogo amanhã. Vai iniciar o Ezequiel", confirmou Mano nesta quarta-feira.

De fato, Romero está fora desde a primeira partida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Grêmio, por causa de uma lesão no tornozelo direito. Neste período, Ezequiel também enfrentou problemas físicos e chegou a ficar de fora de alguns treinamentos graças a uma pubalgia.

Com a confirmação de Ezequiel na lateral direita, resta uma dúvida na escalação do Cruzeiro para encarar o Flamengo, e ela está no ataque. Sem o titular Sassá, que não foi inscrito na competição pelo clube, Raniel é o favorito para atuar como centroavante, mas Mano pode optar pela experiência de Rafael Sóbis.

"Nós temos nossas opções, não estamos criando dúvidas (para o Flamengo). Todo mundo sabe a equipe que o Cruzeiro vai jogar em quase toda sua totalidade. Com uma opção, entre Sóbis ou Raniel", explicou Mano.

O Cruzeiro, desta forma, deve entrar em campo na quinta com: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Hudson, Henrique, Robinho, Thiago Neves e Alisson; Raniel (Rafael Sóbis). Independente da formação, no entanto, Mano considerou o time mineiro merecedor deste lugar na final e exaltou a campanha ao longo do torneio.

"O Cruzeiro está pronto para disputar o título, que é o que está em jogo. Passamos por grandes dificuldades ao longo da Copa do Brasil. Eliminamos três equipes que disputaram a Libertadores, além do São Paulo que é considerado um gigante no futebol brasileiro. Isso nos fez aprender muito. Espero que esse aprendizado seja suficiente para a equipe estar preparada para disputar o título. Cada final tem sua história, cada jogo tem suas peculiaridades. Temos que estar preparados para não deixar nada fora do normal acontecer", considerou.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.