Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Mano critica sistema defensivo do Cruzeiro após derrota e quer reação no domingo

Quem também lamentou as falhas da equipe, as quais considerou como fatais, foi o meia Robinho: 'Gols bobos'

Estadão Conteúdo

26 de julho de 2018 | 10h02

O Cruzeiro entrou em campo na noite de quarta-feira disposto a voltar para Belo Horizonte com a terceira vitória seguida após a retomada do Campeonato Brasileiro. Mas os planos não deram certo e o time foi derrotado pelo Corinthians por 2 a 0, em São Paulo, pela 15.ª rodada. O técnico Mano Menezes não gostou nada da atuação do sistema defensivo na Arena Corinthians.

  O comandante celeste salientou a dificuldade que o Brasileirão oferece, mas se mostrou insatisfeito com a facilidade com que a equipe sofreu os gols - ambos marcados no segundo tempo pelo atacante paraguaio Romero. "Acho que o Cruzeiro está tomando gol com muita facilidade. É uma coisa que não me agrada. Uma equipe que quer lutar por títulos na temporada, e é o que vamos fazer para frente, não pode tomar o tipo de gol que estamos tomando", disse.

No entanto, o técnico garante que para o próximo compromisso contra o São Paulo, neste domingo, no estádio do Morumbi, em Belo Horizonte, pela 16.ª rodada, a sua equipe estará novamente em condições de se reabilitar.

"Vencer é sempre melhor do que perder, claro. Nosso objetivo aqui era o de vencer. Mas sabemos o campeonato que estamos jogando. No Brasileiro, quando você perder, tem que saber perder uma só, para que no jogo seguinte você esteja forte o suficiente para fazer o resultado em casa. E é o que vamos tentar fazer contra o São Paulo no Mineirão", destacou.

Quem também lamentou as falhas da equipe, as quais considerou como fatais, foi o meia Robinho. "Acho que erramos algumas finalizações que normalmente a gente não erra. E tomamos dois gols bobos, com a bola virada, o jogador deles sozinho no rebote duas vezes. Foram alguns pecados que cometemos, que nosso time não comete. Diante de um time de nível como o Corinthians, acaba perdendo mesmo", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.