Arquivo/AE
Arquivo/AE

Mano deve poupar todos os titulares contra o Atlético-PR

Técnico do Corinthians avisa que pode tirar do time 'até 100%' dos jogadores para a partida de domingo

AE, Agencia Estado

24 de junho de 2009 | 15h19

Com as atenções voltadas para a final da Copa do Brasil, contra o Internacional, o Corinthians poderá entrar em campo no sábado, contra o Atlético-PR, pelo Campeonato Brasileiro, com o time inteiro de reservas. O técnico Mano Menezes prefere não confirmar, mas ele admitiu nesta quarta-feira a possibilidade de voltar atrás da decisão de escalar dois ou três titulares na partida.

Veja também:

linkArbitragem da final da Copa do Brasil preocupa Mano

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela / tabela Classificação

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Não se prendam ao número que havia falado. Disse que 80 a 90% dos jogadores que estiveram em campo contra o São Paulo, não estariam em campo no sábado. Mas esse número pode subir para 100%. Vamos observar o restante da semana para resolver. O que posso garantir é que levaremos 25 jogadores para Curitiba" disse o treinador.

Quinto colocado no Brasileirão, com 11 pontos conquistados, o Corinthians está a apenas seis do líder Atlético-MG, enquanto o Atlético-PR é o atual lanterna do campeonato, com cinco pontos em sete rodadas.

Com uma boa campanha no nacional, Mano Menezes disse que a decisão de poupar os titulares tem relação direta com o formato das duas competições. "Hoje, nós estamos preparando a equipe para jogar num torneio no sábado, que é uma competição de pontos corridos, que está no começo e que ainda te permite recuperação. Na quarta, é Copa do Brasil, é decisão. O erro vai custar caro e é por isso que é diferente. Por isso é que a base do time vai ficar apenas se preparando para o jogo de quarta", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.