Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Mano diz que buscou características de Lucas Lima no Santos para resgatá-lo

Meia, que não vinha sendo relacionado por Felipão, tem ganhado mais chances com o treinador do Palmeiras

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2019 | 04h30

Lucas Lima não vinha sendo relacionado para alguns jogos com o técnico Luiz Felipe Scolari, mas agora passa por um processo de "recuperação" com Mano Menezes no Palmeiras. O técnico, que assumiu o time no início deste mês, disse que buscou as características do meia no Santos, sua ex-equipe. Na goleada por 6 a 2 sobre o CSA, por exemplo, Lucas Lima entrou no segundo tempo e deu duas assistências para gols.

"O que busco recuperar quando chego em um trabalho é a referência que, às vezes, determinados jogadores perdem com o passar do tempo de si mesmos. Fui buscar as características do Lucas Lima no Santos. Lucas Lima é um jogador que gosta da bola, do jogo de aproximação, mais curto. Sempre jogou saindo um pouco mais do setor de meia, um pouquinho mais atrás para a bola longa. Essa é a sua característica. A conversa é nesse sentido para recuperar o que o jogador perde de si próprio. Às vezes pedem para jogar de outra maneira, o torcedor quer que seja de outra maneira. Você quer atender, mas perde um pouco", afirmou Mano.

Em sua entrevista coletiva, o treinador também analisou outro jogador: Bruno Henrique, autor de dois gols na goleada no Pacaembu. Para Mano, o jeito de o Palmeiras atuar tem favorecido os volantes e os laterais. Contra o CSA, a equipe teve 66% de posse de bola.

"O novo estilo de a equipe jogar favorece a chegada dos laterais e do volante. Com uma posse mais qualificada vindo de trás, dá o tempo de esses jogadores chegarem. Quando você apressa demais o jogo, não dá tempo de chegar. Na maioria das vezes, quando ele estão indo, a bola já começa a voltar. Como a equipe está trabalhando mais pé em pé, vai ganhando campo de jogo de forma mais equilibrada, dando tempo para a equipe chegar mais a frente, ficando mais compactado para atacar. Ora será Bruno Henrique, ora outros jogadores. Dudu não fez gols, mas participou da construção de boa parte deles. Acho isso o mais importante de tudo, o jogo coletivo mais qualificado, que vai continuar melhorando na medida em que a confiança aumenta", analisou Mano.

O Palmeiras é o segundo colocado do Campeonato Brasileiro, com 45 pontos, três a menos do que o líder Flamengo. Na próxima rodada, a equipe alviverde vai ao Beira-Rio para enfrentar o Internacional, no domingo, às 16h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.