Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Mano diz que derrota do Cruzeiro foi justa e critica Deyverson por 'gracinha'

Segundo comandante da equipe mineira, atitude do atacante palmeirense promove briga entre os atletas

Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2018 | 16h14

O técnico Mano Menezes avaliou como justo o revés do Cruzeiro sofrido para o Palmeiras, por 3 a 1, na manhã deste domingo, no Pacaembu. Segundo o treinador, o time mineiro, formado quase que todo por reservas, foi inferior ao rival paulista e não mereceu vencer.

"Não fomos bem. Acho que o resultado do jogo foi justo. Esperávamos esse tipo de dificuldade por conta das circunstâncias, por tudo que aconteceu na quarta, você transfere pro jogo algumas questões. Mas acho que dentro do campo as coisas foram normais. Normais no sentido de que ganhou quem jogou melhor, quem teve mais mérito, e perdeu quem não teve esse mérito", analisou o técnico.

A derrota para o Palmeiras quebrou duas invencibilidades. Uma da equipe mineira, que estava há três anos sem perder para o adversário paulista. A outra marca é pessoal, do próprio Mano Menezes, que não era derrotado pelo time alviverde desde 2009.

Em campo, a postura do atacante Deyverson incomodou mais o treinador do que o fraco desempenho de sua equipe. Mano criticou o palmeirense por ter feito embaixadinhas no final da partida, quando o Palmeiras já vencia por 3 a 1. O comandante cruzeirense disse que a atitude do jogador, classificada por ele como "gracinha", promove briga entre os atletas.

"Tem gente que acha isso engraçado. Tem gente dando moral para esse tipo de coisa. Não tem como terminar bem. Você, como adversário, perdendo o jogo, com 40 graus na Cuca, e o cara fazendo gracinha. Vai terminar mal. Aí vira em briga, expulsão. Não é possível que as pessoas não estejam vendo isso", criticou.

O Cruzeiro volta toda a sua atenção para a Copa Libertadores, já que na próxima quinta-feira o time mineiro encara o Boca Juniors, da Argentina, no Mineirão, no duelo de volta da semifinal da competição. Na ida, em Buenos Aires, o Cruzeiro foi derrotado por 2 a 0 e, por isso, precisa vencer por 3 a 0 ou, então, devolver o placar para levar a decisão da vaga às penalidades.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.