Cezaro de Luca/Vipcomm
Cezaro de Luca/Vipcomm

Mano é demitido da seleção; novo técnico será anunciado em janeiro

Fim do contrato do treinador foi definido nesta sexta-feira após reunião dos dirigentes da CBF

Almir Leite, O Estado de S. Paulo com AE

23 de novembro de 2012 | 15h59

Atualizado às 19h02

SÃO PAULO - Dois dias depois do título do Superclássico das Américas, o técnico Mano Menezes foi demitido do comando da seleção brasileira. A dispensa do treinador foi decidida nesta sexta-feira em uma reunião da cúpula da CBF na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF).

Pouco depois, a Confederação Brasileira de Futebol divulgou um comunicado oficial sobre o assunto e adiantou que o novo treinador da seleção será anunciado apenas em janeiro. Como o Brasil só volta a entrar em campo no dia 5 de fevereiro de 2013, diante da Inglaterra, não existe tanta urgência em definir o novo nome.

O diretor de seleções, Andrés Sanchez, revelou que não foi a favor da saída de Mano. "O presidente (da CBF, José Maria Marin) quer uma nova metodologia e isso deve ser respeitado", disse. "Eu respeito, entendo, mas foi uma quebra de trabalho que não acho correto. Fui voto vencido, não acho que era o momento", afirmou Andrés, insatisfeito. Marin, que estava na reunião, saiu da FPF sem se pronunciar sobre o assunto.

Nesta quarta-feira, Mano Menezes comemorou o título do Brasil no Superclássico das Américas diante da Argentina. E saiu satisfeito com a atuação da seleção. Ele só não esperava ser demitido após um título e mostrava confiança em seu trabalho.

Depois do anúncio, ele comentou a decisão da CBF em sua conta no Twitter e desejou sucesso à seleção. “Fica aqui o meu agradecimento a todos que trabalharam comigo nesse projeto, em especial aos jogadores convocados nesse período e a todos aqueles que acreditaram no nosso trabalho. Desejo, desde já, sucesso à Seleção Brasileira na conquista do sonho maior da nossa torcida que é o título do Hexacampeonato de 2014”.

TRAJETÓRIA

Mano chegou à seleção depois do fracasso do Brasil de Dunga na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010. O treinador tinha a função de comandar uma seleção renovada, que estreou já com Paulo Henrique Ganso e Neymar entre os titulares. Mas o time que ele montou para a Copa América fracassou, eliminado nas quartas de final da competição do ano passado na Argentina. A derrota na final da Olimpíada, de Londres, neste ano, também aumentou a pressão pela saída de Mano.

O treinador comandou o Brasil em 39 jogos (contando com a equipe olímpica), conquistando 26 vitórias, seis empates e sete derrotas. Desde o momento em que assumiu o time, Mano Menezes dividiu opiniões e sua saída foi comemorada pelos internautas nesta sexta-feira.

Luiz Felipe Scolari, Tite, Abel Braga e Muricy Ramalho são alguns dos nomes já cogitados para assumir a função. "Vão aparecer uns seis ou sete nomes, e o novo treinador vai ser escolhido em janeiro", afirmou Andrés Sanchez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.