Washington Alves / Light Press / Cruzeiro
Washington Alves / Light Press / Cruzeiro

Mano elogia Cruzeiro e vê time em crescimento no Brasileirão

Treinador já adianta que usará reservas contra o Atlético-GO pensando na Copa do Brasil

O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2017 | 10h39

Mais perto dos líderes do Brasileirão, finalista da Copa do Brasil e dono de uma invencibilidade de oito jogos. Assim é o Cruzeiro neste momento da temporada. E não por acaso o técnico Mano Menezes vê a equipe mineira ainda em processo de crescimento no ano, principalmente depois da vitória sobre o Bahia, por 1 a 0, na noite de domingo.

"Temos que aproveitar o momento, falo isso com os meus jogadores, usando exemplos até de outras equipes. Às vezes você não quer jogar o Brasileiro, e depois se você quiser jogar, o futebol não quer. Não tem um botão de ligar e desligar. Nosso segundo turno é um segundo turno de Cruzeiro. Estamos crescendo no campeonato e temos que entender bem cada jogo, saber vencer", comentou o treinador.

Para Mano, a atuação do Cruzeiro no domingo foi um exemplo do bom momento vivido pela equipe. "Foi um jogo que se desenhou difícil. Não aproveitamos as oportunidades no início do jogo. Depois, saímos um pouco, a bola não passou mais pelo meio-campo. O Bahia tem uma boa equipe, toca a bola bem, veloz, começou a sair em contra-ataque. No segundo tempo voltamos melhor, conseguimos pressionar mais alto em função dessa melhora na organização. Começamos aos poucos a criar oportunidades para de gol. Temos que saber ganhar jogos assim", afirmou.

"São questões de maturidade que a equipe vai adquirindo. Se você toma um gol em um jogo como esse, é difícil virar. O jogo toma outro rumo, foge do controle da gente. Essa é uma lição desse jogo. O torcedor veio com a gente porque precisávamos do canto dele, do carinho, aquela força que o jogador já desgastado não tem mais, que torcedor nos torna mais forte", disse Mano, após a vitória no Mineirão.

O treinador já projetou a partida da próxima rodada, contra o lanterna Atlético-GO. E garantiu que escalará reservas em Goiânia, por causa do segundo jogo da final da Copa do Brasil, contra o Flamengo, na quarta-feira seguinte, dia 27. 

"Sim, [vou escalar os reservas]. Já tivemos três jogadores suspensos. Robinho tomou o terceiro amarelo, Thiago Neves tomou terceiro amarelo e Leo tomou o terceiro amarelo. Então, já são três que estarão fora. Mas este jogo, pela proximidade da final, nós vamos pensar diferente do que pensamos hoje", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.