Mano elogia Guará, treina finalizações e exige vitória domingo

Técnico teme que o Corinthians tenha dificuldades, quer resolver classificação logo, e reforça: Felipe é titular

Marcel Rizzo, Jornal da Tarde

05 de março de 2008 | 11h58

O Corinthians terá de vencer o líder Guaratinguetá no próximo domingo, às 16 horas, se quiser continuar sonhando com a vaga nas semifinais do Campeonato Paulista 2008. A ordem é do técnico Mano Menezes, que fala em decisão ao avaliar sua expectativa para esta partida. Tanto que, no treino desta quarta-feira pela manhã no Parque São Jorge, enfatizou as finalizações, na esperança de que seu time consiga os gols para vencer.Veja também: Mano Menezes faz balanço do Corinthians na 'TV Estadão' Fabinho pede calma sobre desempenho do time Felipe reforça insatisfação, mas nega ter abandonado o time"Quanto mais você adia a situação dos pontos [definição de classificação], mais decisivos se tornam os jogos. Contra o Guaratinguetá passou a ser mais decisivo do que o duelo contra o Palmeiras, assim como será o jogo seguinte, porque se logo não poderemos mais perder pontos", aponta o técnico. "Será um jogo de seis pontos, contra um rival direto praticamente classificado. Temos de entrar com 110% [de motivação] para conseguir a vitória", reforça Fabinho.A avaliação das dificuldades que o time alvinegro pode ter no domingo é valorizada por Mano na avaliação do desempenho do adversário. "O Guaratinguetá tem uma vantagem muito grande, que permite a eles até escolher jogos", diz. "Estão jogando o melhor futebol, junto com a Ponte, é uma equipe que joga, marca forte e tem jogadores para isso, alguns com quem trabalhei, como o Alê, no Caxias, Jackson, no Brasil de Pelotas... Conheço também o [Guilherme] Macuglia, nos enfrentamos como técnicos".VANTAGEM É REPETIR TIMEMano Menezes diz acreditar que Guaratinguetá e Ponte estão na frente por conseguirem repetir suas escalações titulares. O que não acontece com o Corinthians. "Isso é normal [não escalar o mesmo time] em início de temporada. Os outros times passam por isso, com exceções, e nessa exceção tem a vantagem, casos do Guará e da Ponte. É incrível como conseguem isso", afirma.Sobre quem serão seus onze titulares, Mano diz que ainda está estudando as possibilidades. Uma coisa é certa: Felipe joga, se estiver totalmente recuperado. Sua posição é indiscutível para ele, hoje. "O Felipe é o titular. Conquistou essa titularidade com boas atuações, só vai perder essa condição se cair muito de produção e parar de fazer o que está fazendo".TRÊS NOVIDADESCom a contusão do volante Bruno Octávio (teve uma lesão no joelho direito e ficará até oito meses fora), Bóvio é o mais forte candidato a assumir a vaga. "O Bóvio deve fazer a primeira função de volante, e com ele muda um pouco a característica do setor, porque ele tem saída de bola diferente", explica. "Domingo teremos de jogar com mais velocidade, vamos enfrentar um cara desse tamanho [fazendo sinal de baixa estatura] chamado Michael, e ele consegue jogar assim [fazendo um gesto de grande]".Para o lugar do lateral-esquerdo André Santos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo recebido, são duas opções. Pode continuar Carlão, improvisado, com o time passando a ter apenas dois zagueiros, ou mantê-lo na zaga entrando Everton Ribeiro. Outra dúvida é se Acosta volta ao time. "Não sei se ele joga. Vamos esperar um pouco, temos um jogador novo, o Diogo Rincón, que cria uma situação diferente. Não vi o Rincón com o Acosta, como eles vão produzir."   ESTRÉIA CONFIRMADA A estréia do Corinthians na Série B do Brasileirão foi confirmada nesta quarta-feira com a publicação da tabela do campeonato por parte da CBF. Os corintianos entram em campo contra o CRB, de Alagoas, às 16 horas do dia 10 de maio, no Pacaembu.   *Atualizada às 18h52  

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansPaulistão A-1Mano Menezes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.