Washington Alves / LightPress / Cruzeiro
Washington Alves / LightPress / Cruzeiro

Mano elogia postura do elenco do Cruzeiro em empate na despedida do ano

Treinador diz que planeja time para 2018, mas não revela nomes de possíveis reforços

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2017 | 09h50

O Cruzeiro entrou em campo neste domingo com a possibilidade de prejudicar o Atlético-MG. Uma derrota para o Botafogo, no Rio de Janeiro, deixaria o arquirrival sem qualquer chance de se classificar para a próxima Copa Libertadores. O Cruzeiro, contudo, vendeu caro o empate com o time carioca, por 2 a 2, e os jogadores, na visão do técnico Mano Menezes, mostraram postura exemplar em campo.

+ Jair evita desculpas, mas vê desgaste no Botafogo: 'O ano começou muito cedo'

+ Presidente do Cruzeiro se mostra arrependido em ter apoiado novo mandatário

"Este grupo mostra que não foi campeão à toa. Este, sim, é o comportamento de grandes campeões. Independentemente de quem foi beneficiado com o nosso resultado, se um dia estivermos nessa situação como outros clubes estavam, gostaríamos de ver uma postura como o Cruzeiro teve em campo hoje", declarou Mano.

"Clube grande tem comportamento grande. É isso que me atrai no Cruzeiro, é isso que me motiva a estar aqui, se for possível, por no mínimo mais dois anos como combinamos. E é por isso que vim ao Cruzeiro em 1997 fazer um estágio. É uma relação intensa desde aquele momento, que a gente enxergou nas pessoas o comportamento que entendemos ser o comportamento de grandeza", disse o treinador.

O resultado tirou o Botafogo da Libertadores e não prejudicou o Atlético, que ainda tem chances de entrar na competição, apesar de figurar na 9ª colocação da tabela. Isso porque abriria uma vaga extra na classificação do Brasileirão se o Flamengo for campeão da Copa Sul-Americana - o time carioca já está classificado, por conta do desempenho no Nacional.

PRÓXIMA TEMPORADA

Após encerrar o ano do Cruzeiro, na rodada final do Brasileirão, Mano já começou a pensar em 2018. E avisou que deve trabalhar nas férias, antecipando os trabalhos para a próxima temporada.

"Penso que a próxima temporada, com novos desafios, vai exigir bastante trabalho de todos. Não me incomodo de trabalhar nas férias com as análises que cabem ao treinador fazer, porque sei que o ano que vem pela frente depende muito das boas escolhas que temos que fazer em dezembro", declarou.

Sem dar detalhes sobre o planejamento da equipe, Mano indicou que o time deve anunciar contratações nas próximas semanas. "Temos um grupo de qualidade, mas é claro que passaremos por uma qualificação, porque a ambição é outra e nós também temos que estar preparados para atender toda essa expectativa que será criada", afirmou o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.