Mano exalta faixas de apoio e pede mais suporte da torcida do Cruzeiro

'Nunca faltou apoio', afirma técnico do Cruzeiro

Estadão Conteúdo

07 Outubro 2016 | 17h17

O técnico Mano Menezes exaltou o apoio demonstrado pela torcida do Cruzeiro, nesta sexta-feira, na Toca da Raposa II. As atividades do dia foram realizadas entre faixas com os dizeres "A guerra continua", "Estamos com vocês" e "Time de Guerreiros", estendidas por parte de organizadas ao redor do gramado.

"Nunca faltou apoio. As faixas apareceram antes do clássico e, agora, voltaram. No último jogo tivemos 16 mil pessoas no Mineirão e acho que elas gostaram do que viram. É importante cada uma delas convidarem mais uma pessoa para dobrarmos este número contra a Ponte", convocou o treinador.

O pedido de Mano não é por acaso. O Cruzeiro precisa vencer a Ponte Preta neste sábado, no Mineirão, para deixar a zona da degola. O time mineiro entrou novamente na zona do rebaixamento com a vitória do Internacional sobre o Coritiba, na noite desta quinta-feira. "É o momento de crescermos novamente, de aproveitarmos a oportunidade, porque é sempre muito difícil", projetou Mano.

O treinador não escondeu a preocupação com o bom momento vivido pela Ponte Preta no Brasileirão. "A Ponte vem fazendo um grande campeonato e por isso é um adversário difícil. Um adversário que o Cruzeiro venceu no primeiro turno, mas sabemos que o que vai acontecer no sábado vai ser construído dentro desta semana e no próprio jogo", declarou Mano.

Para este duelo, o técnico deve escalar a equipe testada no treino de quinta, com Rafael; Ezequiel, Leo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Lucas Romero, Robinho e Rafinha; Rafael Sobis e Ramón Ábila. Ariel Cabral e Arrascaeta são desfalques. O primeiro está machucado e o segundo defende o Uruguai nas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.