Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Mano fecha treino do Cruzeiro para novo jogo contra o Fluminense

Apesar do mistério, a equipe mineira deve ter duas baixas: Edílson e Thiago Neves

Redação, Estadão Conteúdo

17 de maio de 2019 | 14h18

Depois do empate com o Fluminense pela Copa do Brasil, o técnico Mano Menezes resolveu fechar o último treino do Cruzeiro nesta sexta-feira, antes de enfrentar o mesmo adversário, no sábado, desta vez pelo Brasileirão. Apesar do mistério, a equipe mineira deve ter duas baixas no duelo válido pela quinta rodada, novamente no Maracanã.

Debaixo de forte chuva, Mano comandou atividade no CT do Flamengo, na Gávea. E teve os reforços do meia Marquinhos Gabriel e do atacante Raniel. Ambos voltaram de lesão, após liberação do departamento médico. Treinaram com os demais jogadores, mas não devem ser titulares no fim de semana.

Outra baixa é o lateral-direito Edílson, que vai cumprir suspensão automática após ser expulso na rodada anterior. O meia Thiago Neves também deve ser desfalque, por suspeita de dengue. O provável time do Cruzeiro no sábado deve ter Fábio; Orejuela, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Romero, Robinho e Rodriguinho; Pedro Rocha e Fred.

Mantido entre os titulares, Pedro Rocha comemorou a oportunidade nesta sexta. "Quando cheguei falei que vim para ajudar, para fazer o meu melhor e junto com meus companheiros dar continuidade na conquista de títulos do Cruzeiro. Então essa de titularidade deixo para o Mano Menezes. É claro que tem uma briga muito sadia ali, todos nós somos amigos, todos queremos jogar, mas como falei vim para ajudar, e estou fazendo o meu melhor."

O atacante admitiu que o time mineiro vem de resultados abaixo do esperado. Antes do empate por 1 a 1 com o Flu, o Cruzeiro vinha de três derrotas em cinco jogos. "Sabemos dos erros que a gente cometeu. Sabemos o que temos que melhorar e conversamos sobre isso. Agora vamos para a prática no treinamento, e que possamos fazer um grande jogo", declarou.

Ainda buscando seu ritmo no Brasileirão, o Cruzeiro ocupa somente a 11ª posição da tabela, com seis pontos. Já o Fluminense tem metade desta pontuação e figura em 15º.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.