Vinnicius Silva / Cruzeiro
Vinnicius Silva / Cruzeiro

Mano garante Cruzeiro preparado para superar Boca: 'Vamos lutar'

Equipe mineira precisa reverter placar de 2 a 0 nesta quinta-feira, no Mineirão, para avançar à semifinal

Estadão Conteúdo

03 Outubro 2018 | 19h50

O maior desafio da temporada. Foi assim que o técnico Mano Menezes definiu nesta quarta-feira o jogo do Cruzeiro com o Boca Juniors, nesta quinta, pelas quartas de final da Copa Libertadores. O time mineiro precisa de uma vitória por três gols de diferença para avançar às semifinais no Mineirão, pois perdeu o confronto de ida, no estádio de La Bombonera, por 2 a 0, o que provocou essa meta complicada. Mas Mano garante que a sua equipe estará pronta para alcançá-la.

"O jogo é grande pelo objetivo que temos para alcançar. Um jogo como esse você tem que cuidar de tudo. Mas não é de um dia para o outro que você faz isso. Você prepara a equipe em vários treinamentos, encontros, reuniões, muitos vídeos de preparação do adversário e nossa. Temos feito isso para chegarmos preparados ao maior desafio da temporada até agora em termos de tentativa, que é a de conquistar o objetivo de disputar a semifinal da Libertadores", ressaltou.

Toda a carga de ingressos colocada à venda pelo Cruzeiro foi esgotada pela torcida, que tem demonstrado grande apoio ao time, mesmo em um cenário complicado. E toda a confiança da torcida é a mesma do elenco do clube mineiro, como destacou o técnico.

"A crença do torcedor é a nossa crença. É lógico que o carinho faz muito bem. Você demonstrar isso de forma material é melhor ainda. Estamos muito contentes com o que o nosso torcedor tem feito. Certamente ele está fazendo porque aquilo que ele viu da equipe em momentos decisivos faz ele acreditar e sonhar como nós estamos sonhando. Então, com todos juntos no Mineirão, podemos sim. Vamos lutar!", garantiu.

Com Arrascaeta e Thiago Neves livres de problemas musculares e Dedé liberado pela Conmebol, o Cruzeiro está definido para encarar o Boca Juniors com: Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta; Barcos.

Mano também fez elogios ao Boca Juniors, que ficará em ótima situação na série se marcar um gol no Mineirão. Até por isso, o treinador cruzeirense não acredita que o adversário vai atuar retrancado nesta quinta.

"O adversário que temos pela frente é um grande adversário, e mostra isso sempre que é exigido. Não espero uma equipe que se omita de jogar, eles têm qualidade para jogar fora de casa. Mas nós temos que bater essa equipe do jeito que eles vierem. As escolhas deles pertencem a eles. Nós faremos as nossas para tentar superar esse grande adversário", ponderou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.